Conheça e aprenda a reduzir os custos fixos de uma escola de idiomas

Quando se está envolvido na gestão de uma escola de idiomas, custos é uma palavra que faz parte do cotidiano.

Ser capaz de identificar os custos fixos e organizá-los através de uma boa gestão é uma das melhores formas para entender como reduzi-los, além de ser um diferencial na hora de manter a vantagem competitiva diante da concorrência.

Logo, é extremamente necessário que você conheça e aprenda a reduzir os custos fixos de sua escola de idiomas.

Vamos descobrir mais!

Escola de idiomas – o que são custos fixos

Os custos fixos são todos aqueles gastos que permanecem constantes, independentemente de aumento ou redução na quantidade produzida/adquirida/vendida.

Aplicando este conceito em sua escola de idiomas, cabe o seguinte exemplo:

Se sua escola de idiomas arca com o aluguel de um prédio na faixa de R$2.500,00 mensais (locando um espaço com capacidade para suportar 100 alunos), tanto faz ela atender 25 ou 80 alunos – o custo será o mesmo.

Ou seja, até o limite de 100 alunos, seu aluguel será os mesmos R$ 2.500,00.

Assim, os custos fixos somente irão variar em função da produção (quantidade de alunos atendidos) quando um certo patamar for rompido.

Escola de idiomas – quais são seus custos fixos

Os custos fixos de uma escola de idiomas podem ser associados aos desembolsos atribuídos ao produto final, e eles dificilmente sofrem alterações em função do número de alunos atendidos.

Veja quais são os custos fixos de uma escola de idiomas:

– Salários;

– Aluguel;

– Impostos;

– Materiais de limpeza;

– Materiais de escritório;

– Telefone;

– Conservação;

– Pró-labore;

– Encargos sociais;

– Serviços de vigilância;

– Despesas com contador, etc.

É importante você saber também que despesas com água e energia são custos fixos e variáveis ao mesmo tempo.

Isso acontece porque parte do valor destas contas não é alterada em função da produção de sua escola de idiomas (por exemplo, energia gasta nos setores administrativos); a outra, entretanto, sensivelmente sofrerá variação em relação à produção (eletricidade demandada com o funcionamento de uma sala de aula, por exemplo).

Vale salientar também que a depreciação (desvalorização no valor de equipamentos e máquinas) faz parte dos custos fixos.

Entendeu?

Certo. Agora que você já sabe o que são e quais são os custos fixos de uma escola de idiomas, aprenda como reduzi-los.

Escola de idiomas – como reduzir os custos fixos

Antes de tomar qualquer ação para reduzir os custos fixos da sua empresa, você deve compreender como funciona sua estrutura empresarial, analisar e descobrir qual a realidade financeira atual de seu negócio e definir quais são seus objetivos.

Tudo isso servirá para você desenvolver métodos e técnicas eficientes para atingir tal propósito.

Veja estas dicas para reduzir os custos fixos de sua escola de idiomas:

Otimizar a jornada de trabalho – uma jornada de trabalho adequada e eficiente reduz o consumo de energia e gasto com horas extra.

Investir em novas tecnologias – substituir lâmpadas incandescentes por fluorescentes, utilizar torneiras automáticas e outros dispositivos ecologicamente corretos, equipamentos eletrônicos que consomem menos energia; utilidades da internet (videoconferências, ligações gratuitas, etc.).

Encontrar quais funções podem ser terceirizadas – segurança e limpeza são alguns dos exemplos comuns.

Faça uma análise de desempenho de seus colaboradores e se prepare, em alguns casos, para eventuais demissões. O importante é manter-se focado no seu objetivo e estar com pessoas satisfeitas que realmente apresentem resultados positivos para sua escola de idiomas.

P.S.: os custos fixos de uma escola de idiomas franqueada vão além daqueles de um negócio tradicional, pois, possui custos próprios do sistema.

Neste caso, você deve contar com o auxílio de uma assessoria especializada em franquias para compreender melhor sobre a redução de seus custos fixos.

Portanto, reduzindo os custos fixos de uma escola de idiomas você terá maior base para desenvolver planos estratégicos mais assertivos e visão integral da margem de contribuição.

Aproveite e confira algumas dicas para aperfeiçoar o processo de gestão da sua escola de idiomas.

Gostou? Deixe seu comentário! Fale conosco e potencialize sua empresa!

Um forte abraço.