A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam os profissionais da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais.

Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área. 

Seja uma clínica, um consultório ou até mesmo um hospital, a contabilidade para profissionais da saúde ajuda e muito na realização disso. Dessa forma, separamos algumas informações para você que deseja abrir uma empresa na área da saúde.

Qual CNAE o profissional da área de saúde deve escolher?

Como abrir uma empresa na área da saúde

Assim como todas as áreas econômicas, a área da saúde exige que as empresas sejam abertas seguindo conceitos burocráticos. Porém, é preciso realizar alguns itens antes de começar o processo de abertura da sua empresa.

Em primeiro lugar é preciso escolher o local onde será aberta a clínica médica. Qualquer empresa precisa de um bom local para funcionar, pois isso determina se os clientes vão ou não.

Além disso, outro item que o profissional da saúde precisa ter em mente é o nome da empresa. Apesar de ser um item que parece fútil, é um dos que mais representam sucesso na empresa. 

Uma dica que você deve levar em consideração é sobre colocar o seu nome individual na clínica. Isso interfere de forma negativa no futuro da empresa. Portanto, é bom buscar por um nome que permita incluir outros funcionários.

Porém, também é preciso pesquisar a fundo sobre o nome da empresa. Um dos problemas que surgem quando criamos um nome fictício, é que este já pode estar sendo usado.

Entretanto, esses são processos iniciais, assim como a escolha do local. Porém, ainda existem alguns outros passos que devem ser levados em conta.

O processo burocrático de abertura de uma empresa, inclui todas as questões legais. Por exemplo, o pagamento das taxas exigidas para abertura de uma empresa.

Para permitir e liberar o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica), antes é preciso pagar algumas taxas.

Além disso, também é necessário registrar a empresa nos setores responsáveis pelas empresas de saúde. Pois, diferente das empresas comuns, as empresas da área da saúde exigem que tudo seja feito de acordo com normas de saúde.

 profissionais da área da saúde

Como é feita a contabilidade de um consultório médico?

Para resolver todos os problemas que listamos acima, a melhor maneira é tendo ao lado uma equipe de contabilidade. Afinal, o processo de abertura de uma empresa requer conhecimentos na área, e sem um contador especialista em profissionais da área da saúde isso pode se tornar inviável.

Entretanto, isso não serve apenas no caso do processo inicial. Pois, durante o trabalho do médico, será preciso realizar diversos serviços da ordem da contabilidade.

Porém, apesar do médico conseguir realizar sozinho as tarefas da área de finanças, isso não é recomendado. 

O processo financeiro de uma empresa de saúde é algo complexo. Dentro de uma clínica existem diversos itens que fazem parte do seu funcionamento. Portanto, todos esses devem ser levados em conta.

Em segundo e talvez o principal problema causado quando o médico decide realizar tudo sozinho, é o tempo. Existem tarefas da ordem contábil que exigem um prazo para serem realizadas.

Assim sendo, o médico terá de deixar os pacientes sem atendimento para resolver essas questões. Então, a melhor forma de solucionar isso é com o apoio de uma solução de contabilidade.

Agende agora um diagnóstico com nosso contador, cuidaremos de toda burocracia.

Para falar conosco basta clicar na imagem:

Terceirizando a demanda contábil do seu consultório médico, você só tem a ganhar. Afinal, o contador já está habituado a resolver essas demandas. Além disso, o médico não terá preocupação com a parte financeira da sua empresa.

Outro ponto positivo, é que a equipe de contabilidade auxilia na tomada de decisões. Em alguns momentos será preciso mudar alguns itens da parte financeira da sua empresa. Mas o médico sozinho não consegue e aí entra a equipe de contabilidade.

Como funciona a tributação para profissionais da área da saúde

Como funciona a tributação para profissionais da área da saúde

A tributação é uma parte importante e complexa de qualquer empresa. No Brasil, quando abrimos uma empresa, o modelo de tributação escolhido em geral é o chamado Simples Nacional.

Nele, a empresa começa pagando taxas menores, e com o tempo elas vão subindo. Contudo, além disso, as taxas são definidas de acordo com a margem de lucro da empresa. Por esse motivo alguns setores pagam mais e outros pagam menos. Assim sendo, no caso da área da saúde, o valor costuma ser mais alto quando comparados a outras empresas.

Por conta da importância do setor, a taxa inicial de tributação é de 15,5%. Porém, existe uma forma de evitar isso.

Para saber como pagar menos impostos basta clicar na imagem abaixo e agendar um diagnóstico com nosso contador:

O Simples Nacional é apenas um dos modelos de cobrança de tributação. Ainda existem outros dois que são o Lucro real e o Lucro presumido. Cada um deles possui uma vantagem.

Vários impostos são comuns a todas as empresas. Portanto, é preciso levá-los em conta 

Quais são os impostos pagos pelos profissionais da saúde 

Confira abaixo quais são esses impostos

– ISS

– INSS

– PIS

– IRPJ

Cada um desses impostos serve para uma área da empresa de saúde. A melhor maneira de evitar gastos extras, é tendo ao lado uma equipe de contabilidade. A contabilidade para profissionais da área da saúde faz todo este processo.

Qual CNAE os profissionai da área de saúde deve escolher?

Um dos itens mais importantes que fazem parte do processo de abertura de uma empresa na área da saúde é o CNAE. O Código Nacional de Atividades Econômicas serve como forma de identificar as empresas.

Nessa hora, contar com o auxílio de um profissional da área de contabilidade é necessário. Pois, existem diversos códigos que contemplam a área da saúde. O CNAE é preciso, até mesmo para a obtenção do CNPJ 

Os códigos do CNAE são divididos em 5 grandes categorias:

– SeçãoGrupo

– Divisão

– Classe 

– Subclasse

No caso da área médica, o código CNAE é 8650-0/99. Esse código contempla atividades médicas dos mais variados setores. Por isso é tão importante contar com os serviços de uma contabilidade especializada.

Diferente da contabilidade comum, a especializada na área da saúde possui alguns benefícios.

Abaixo você confere quais são os principais benefícios.

4 vantagens de contratar uma contabilidade especializada em profissionais da saúde

Agora que você já entende como funciona a contabilidade especializada em profissionais da saúde, é hora de resumir quais as 5 principais vantagens de contratar o serviço.

1. Economia nos impostos

A primeira vantagem tem a ver com os impostos. Quando decidimos realizar toda a abertura empresarial sozinhos, podemos escolher pacotes de taxas mais altos. Por esse motivo, a primeira e talvez maior vantagem da contabilidade especializada para profissionais da saúde é a economia dos impostos.

2. Planejamento financeiro para profissionais da saúde

Outro grande benefício do serviço de contabilidade especializada é o planejamento financeiro.

Quando se trata de profissionais da área da saúde, o melhor a ser feito é deixar a questão financeira na mão da contabilidade especializada.

Afinal, essa é uma ótima forma de focar na produtividade da empresa. Porém, o ideal é que até mesmo o planejamento financeiro fique por conta da equipe contábil.

3. Auxilia na tomada de decisões

Outra vantagem de possuir uma equipe de contabilidade trabalhando em conjunto com seu negócio de saúde é sobre decisões. Em algum momento seu negócio irá precisar decidir por alguma mudança de ordem financeira.

Então, a equipe de contabilidade poderá ajudar nisso também.

4. Crescimento da empresa de saúde

Outro ponto positivo que você terá ao contratar uma equipe especializada em contabilidade para profissionais de saúde é o crescimento. Afinal, sem ter de se preocupar com a parte burocrática, sobra tempo para melhorar o trabalho.

Portanto, isso aliado às outras vantagens mostram que contratar uma equipe profissional é muito vantajoso.

Não perca tempo, e agende agora um diagnóstico com nosso contador:

Ainda tem dúvidas sobre como abrir um consultório médico? Assista este vídeo:

Veja mais artigos do nosso blog:

Contabilidade para profissionais da saúde

Contabilidade para profissionais da saúde

A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam um profissional da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais. Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área.

Como abrir uma clínica de radiologia

Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo. Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo.

Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

A variedade destes exames é alta. Além da radiografia, pode se fazer mamografia, ultrassom, entre outros.

Sem falar do ramo profissional onde as atividades estão. Por mais difíceis que sejam as condições de alguns, saúde não é algo negligenciado. Até porque é uma das mais básicas necessidades do ser humano.

Há também práticas inteligentes que buscam reduzir despesas no negócio. Algumas vezes, isso ocorre na forma de parcerias. Costuma-se até ter parceiros de outros ramos profissionais.

Parece bastante atrativo. No entanto, existem certas questões vitais ao empreendimento para serem consideradas. Itens como localização, espaço e formação dos profissionais são relevantes para notar.

Algumas dessas exigências para a clínica de radiologia estão ligadas à segurança dos clientes. Servem para controlar a radiação emitida nos exames.

Outras já têm a ver com rentabilidade. Como é um negócio, é importante ter pessoas competentes e qualificadas no quadro de colaboradores. Mais adiante, isso significa mais recomendações, o que trará novos clientes.

A atenção ao nível de concorrência também é um ponto relevante. Em condições normais, os médicos percebem a atratividade do negócio. Porém, na pandemia da COVID, aumentou ainda mais.

Isso se deve aos exames pulmonares dos infectados. É um meio de ver o dano causado pelo coronavírus e escolher o melhor tratamento.

Porém, fazer a clínica de radiologia funcionar está longe de ser algo inalcançável, não se preocupe. Nesse artigo, você vai ter as respostas necessárias para as questões referentes ao negócio. Então, vamos lá!

Como abrir uma clínica de radiologia
Como abrir uma clínica de radiologia

Quanto custa para abrir uma clínica de radiologia

Costuma-se haver variações de custos de local para local. Isso se deve às variações de legislação em cada cidade ou Estado. Além disso, a quantidade de equipamentos e a formação dos profissionais também influenciam.

Outro ponto possível para interferência nos custos é a análise de mercado. Dependendo de qual for o resultado da mesma, pode haver ainda mais serviços oferecidos. As necessidades do mercado mudam de tempos em tempos, bem como de local para local.

Pensando justamente em atrair clientes, o marketing não pode faltar. Posts em redes sociais, além de um site com SEO são úteis na divulgação. Email marketing é mais uma boa alternativa. Tudo isso, claro, precisa estar de acordo com o Código de Ética Médica.

Também vale saber se o imóvel onde será a clínica de radiologia é próprio ou alugado. As despesas a serem pagas são diferentes em cada situação, incluindo impostos.

Existe a opção de construir do zero, o que também altera custos. Caso seja a escolha, o projeto da obra deve ser aprovado pelos órgãos competentes.

Nas instalações físicas, será necessário mobiliar o espaço. Nele, haverá objetos para guardar, principalmente aparelhos eletrônicos e documentos. Então, móveis como mesas, cadeiras, armários e estantes se tornam essenciais.

Embora sejam gastos mensais, as contas devem entrar na planilha. Para manter a clínica de radiologia em funcionamento, alguns serviços não podem faltar. Contas como de água, luz, telefone e internet devem estar em dia, pensando no conforto dos pacientes.

Por fim, se deve considerar os impostos. Empresas pagam tributos ligados tanto às instalações quanto ao funcionamento. Alguns deles são IPTU, IRPJ e CSSL.

Se você quer um diagnóstico completo de todos os impostos que estão envolvidos, e sobre os custos, agende agora um diagnóstico com nosso contador, 100% gratuito:

O que precisa para abrir uma clínica de radiologia

É necessário que o responsável técnico pela clínica de radiologia seja um profissional da saúde. O médico deve ser registrado no CRM (Conselho Regional de Medicina). Caso seja dentista, o registro é no CRO (Conselho Regional de Odontologia).

Vale lembrar que a exigência é apenas para o responsável técnico. O empreendedor está livre de se registar em ambos os conselhos.

Outro ponto importante é a documentação. Os alvarás de funcionamento, bem como um CNPJ são essenciais para o negócio.

Ainda relacionado à legislação e segurança, a clínica de radiologia deve estar atenta às instalações. Há protocolos a seguir quanto às doses de radiação ionizante emitidas. Seu endereço também deve ser aprovado pelas autoridades sanitárias locais.

Já ligado à gestão, são bem úteis as análises de mercado. Ver a demanda por exames na região, bem como os preços praticados pode facilitar.

Também relacionado a este tema, tem a listagem de equipamentos. Eles podem variar de acordo com os serviços oferecidos.

Alguns exemplos:

1. Aventais de chumbo

2. Equipamentos de raio-x

3. Vidros para raio-x

4. Chassis radiológicos

5. Luz vermelha para câmara escura

6. Venezianas para câmara escura

7. Tomógrafos

8. Portas e biombos de chumbo

9. Equipamentos de ressonância magnética

10. Sinaleiros luminosos

Além das variações, considere outros pontos ligados à infraestrutura. Como há banheiros, recepção e sala de espera, deve-se equipar também estes espaços.

O controle financeiro é essencial. Como já visto antes, são valores bem altos para colocar tudo funcionando. Portanto, será muito importante anotar o fluxo de caixa, atentando a tudo que entra e sai.

Por fim, temos as parcerias. Elas se dão através da telerradiologia. Consiste em laudar exames à distância na empresa parceira.

Nela, é possível enviar exames e laudos de forma digital. A prática ajuda tanto em reduzir custos quanto em complementar carências.

Qual CNAE utilizar para abrir uma clínica de radiologia

Antes de mais nada, é importante falar sobre o CNAE. Trata-se de uma sigla para Classificação Nacional de Atividades Econômicas. Ele é formado por 7 dígitos. Sua finalidade é classificar quais atividades as empresas realizam.

Além disso, ele define quais impostos as empresas pagam, bem como seus valores. O CNAE vem embutido no CNPJ da empresa.

As empresas podem ter mais de um CNAE. No entanto, somente um será definido como o principal.

No caso de uma clínica de radiologia, o CNAE apropriado é o 8640-2/05. É um número que se enquadra na categoria Serviços de diagnóstico por imagem com uso de radiação ionizante, exceto tomografia.

Todas essas informações precisam estar no contrato social da clínica de radiologia.

Caso precise de ajuda para ver qual é o melhor caminho e todos os cnaes necessários, agende um diangóstico com nosso contador:

Contabilidade para clínica de radiologia vale a pena?

As empresas brasileiras se enquadram em alguns tributos. Além disso, a legislação é instável. Nela, a qualquer momento podem surgir novos tributos.

Os profissionais desta área são respaldados por leis trabalhistas. Portanto, a clínica de radiologia paga benefícios como horas extras, férias e décimo terceiro.

Profissionais de contabilidade são as melhores pessoas para cumprir essas tarefas. Porém, há cuidados para o responsável pela clínica de radiologia tomar. Saber precificar os serviços e escolher boas empresas parceiras são exemplos.

Entretanto, vale a pena sim ter contabilidade na clínica de radiologia. Inclusive, algumas agências são especializadas na gestão de clínicas. Portanto, ter um contador no empreendimento abre portas.

Eles ainda podem fazer a clínica de radiologia pagar menos impostos. A escolha do regime tributário correto permite isso. A seguir, conheça os existentes.

Simples Nacional

É um regime comum em micro e pequenas empresas. Para facilitar a tributação, ele é caracterizado por cobrar impostos de modo unificado. O documento para isso é chamado DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Sua alíquota varia conforme dois quesitos: O setor e o faturamento da empresa.

Lucro Presumido

O regime tem esse nome pois nele há uma margem pré-fixada para pagamento. O mecanismo busca simplificar a cobrança. Assim, o pagamento é feito conforme a margem pré fixada. Portanto, não há generalização.

Os dois impostos onde ocorre são o Imposto de Renda e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido.

Lucro Real

No Lucro Real os impostos são de acordo com a receita bruta. Uma vantagem é a tributação aumentar ou diminuir conforme o lucro. Outro benefício é a possibilidade de não pagamento caso haja prejuízos.

Obrigatoriamente, algumas empresas adotam o Lucro Real. Empresas com lucros acima de R$78 mil, com atividades no exterior e bancos adotam o sistema.

Não precisa perder tempo pensando nisso agora, na nossa reunião de diagnóstico vou mostrar o melhor caminho, clique aqui para agendar.

Contabilidade para clínica de radiologia vale a pena?

Como aumentar o faturamento de uma clínica de radiologia

Nesta área, não faltam dicas. Como dito anteriormente, os negócios  nela são bem promissores.

Uma é saber quais métodos de pagamento se usam geralmente. Dependendo do local, o dinheiro ainda é mais usado que os boletos e os cartões.

Planejamento financeiro é outro ponto positivo. Através dele, é possível controlar recursos e evitar desperdícios. Isso também pode ser feito enxugando gastos, deixando só o essencial.

Outra forma de se fazer esse controle é separar os gastos fixos e os gastos variáveis. Despesas mensais como salários e conta de luz são gastos fixos. Já as esporádicas, principalmente as ligadas a imprevistos, são variáveis.

Por falar em imprevistos, é importante estar ligado quando tiver. Pode haver necessidade de reformas ou de manutenção de equipamentos. Outra possibilidade é uma crise econômica, já que a economia é variável. Portanto, pense em mecanismos para manter as atividades nesses casos.

Ainda no planejamento, pode-se pensar em poupança. A pandemia da COVID mostra o quanto importa ter reserva de emergência.

Uma glosa é exemplo de perda comum. Trata-se da falta ou retenção de pagamento por causa de má comunicação com operadoras. Portanto, pode ser evitada com boa checagem de informações.

Empreendimentos rentáveis usam bem as tecnologias. Softwares específicos para gerir clínicas são exemplos. Costumam funcionar como agendas, registrando o fluxo de atividades. Têm planos financeiramente acessíveis, alguns inferiores a R$100.

Outros programas digitais são úteis. Tais meios ajudam a economizar com papéis, canetas e cartuchos. Além, é claro, de preservar a natureza.

Negócios devem pensar em fidelização. Resolver problemas do cliente dentro do alcance dos serviços é bom. Isso faz com que ele queira permanecer.

Adotar estratégias de marketing é essencial. Costuma gerar conexões com clientes. Portanto, pense em táticas de divulgação, inclusive em redes sociais.

Veja como usar as redes socias a favor da sua empresa: Como aumentar a presença digital da sua empresa.

Se você não quer perder tempo com a parte burocrática, agende agora um diagnóstico com nosso contador:

Veja mais artigos do nosso blog:

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Definir preço é uma dessas tarefas que todo empreendedor acha difícil e logo perde a paciência em querer aprender. Porém, a realidade é que encontrar o preço correto para um produto é bastante fácil, mas depende de que se conheça todos os custos que afetam o preço do produto.

Contabilidade para clínica veterinária

Contabilidade para clínica veterinária

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária. Um dos setores que mais estão crescendo é o setor veterinário. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também. Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

Definir preço é uma dessas tarefas que todo empreendedor acha difícil e logo perde a paciência em querer aprender. Porém, a realidade é que encontrar o preço correto para um produto é bastante fácil, mas depende de que se conheça todos os custos que afetam o preço do produto.

No fim, o preço de um produto está intimamente ligado ao seu custo de produção. Dentro desse custo, pode entrar os gastos com matéria-prima, os salários dos funcionários, os impostos, e até mesmo o valor da hora de trabalho da pessoa que produz.

Neste post vamos te ajudar a entender todos os custos que afetam o preço de um produto.

Esses são os custos que afetam o preço do seu produto

Quais custos que não podem faltar no preço final?

Ainda que você não tenha paciência para aprender fórmulas de cálculo de preço, procure aprender ao menos os custos principais que devem ser considerados na hora de estipular o preço correto do seu produto:

1) Custos fixos

Os custos fixos são obrigatórios de incidir no seu preço. Eles servirão de base para calcular suas margens e o valor mínimo dos seus produtos ou serviços. De um modo geral, nos custos fixos entram todos aqueles gastos necessários para manter sua empresa funcionando minimamente.

Alguns exemplos de custos fixos para você se orientar:

– Aluguel,

– Salários dos colaboradores,

– Água, luz, internet,

– Impostos, seguros e outras taxas,

– Despesas administrativas,

– Dentre outros.

A precificação dos seus produtos deve levar em consideração os custos fixos totais e encontrar o valor exato capaz de “pagar” esses custos dentro de um número razoável de vendas.

Os custos fixos devem está no seu preço

2) Custos variáveis

Os custos variáveis são aqueles que ocorrem devido a oscilação do número de vendas. Por exemplo, para vender mais de um determinado produto, é provável que você terá que comprar mais matéria-prima, contratar ajudantes, e assim por diante.

Em determinados períodos do ano, como natal e final de ano, é muito comum que as empresas elevem seus custos variáveis para atender uma maior demanda, como exemplo: embalagens personalizadas, enfeites e tudos mais… Além de oferecer diferentes produtos ou serviços. Ou seja, o preço desses produtos também deverá levar em consideração esses custos variáveis.

3) Custos diretos

Os custos ainda podem ser diretos ou indiretos. Os custos diretos são aqueles que estão diretamente ligados à produção daquele produto ou serviço.

Por exemplo, para produzir uma unidade de cachorro-quente, há uma quantidade de produtos mínimos necessários que são os custos diretos para aquele produto.

4) Custos indiretos

Já os custos indiretos são aqueles que não é possível prever quanto será gasto. Por exemplo, para produzir mais cachorro-quente, talvez você tenha que se deslocar a um outro supermercado com produtos melhores.

Assim, é provável que você gastará ainda mais com a gasolina para o deslocamento. Algumas pessoas ainda consideram custos indiretos gastos com supervisores, gerentes e colaboradores que não estão diretamente ligados à produção.

Aqui, não há uma regra de como situar o que é custo direto ou indireto. Porém, você deve fazer o máximo de esforço para saber todos os gastos que recaem sobre a produção do seu produto.

O recomendado é ter uma planilha própria discriminando todos esses gastos para que você possa ter um controle adequado.

Utilize o excel para definir os preços

Quer mais dicas de como ajustar preços? Veja aqui: 3 formas de definir e ajustar os seus preços do jeito certo

Ainda tem dúvidas sobre como por o preço correto no seu produto? Este vídeo pode te ajudar:

Relembrando os custos que não podem faltar no seu preço do seu produto:

1) Custos fixos;

2) Custos variáveis;

3) Custos diretos;

4) Custos indiretos.

Gostou deste conteúdo? Deixe um comentário aqui embaixo.

Veja mais artigos do nosso blog:

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Definir preço é uma dessas tarefas que todo empreendedor acha difícil e logo perde a paciência em querer aprender. Porém, a realidade é que encontrar o preço correto para um produto é bastante fácil, mas depende de que se conheça todos os custos que afetam o preço do produto.

4 estratégias de precificação para te ajudar a vender muito

4 estratégias de precificação para te ajudar a vender muito

A precificação de um produto é o ponto mais importante de qualquer empresa. O preço é o principal responsável pelo sucesso ou fracasso de qualquer negócio. Neste artigo, vamos te ensinar 4 estratégias de precificação imperdíveis! Um erro de precificação pode fazer com que sua empresa nunca avance e acabe num eterno de estado movediço, onde o empreendedor trabalha, trabalha, mas nada acontece.

11 erros de precificação para você jamais cometer

11 erros de precificação para você jamais cometer

Você é daqueles empreendedores que está sempre perdido com os próprios preços e nunca sabe se está fazendo certo ou errado? Este artigo é para você. 11 erros de precificação que você deve evitar a qualquer custo.

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária, descubra como abrir e regularizar sua clínica veterinária. Um dos setores que mais crescem no Brasil. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também.

Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Porém, um dos itens que mais atrapalham nessa hora é não entender como funciona o processo contábil. Afinal, a clínica veterinária também é uma empresa, e deve realizar diversas questões burocráticas antes de enfim abrir.

No texto a seguir separamos algumas informações sobre a forma ideal de realizar a abertura de sua clínica veterinária.

Então, o primeiro passo para você abrir sua clínica veterinária é ler o texto a seguir.

Como abrir uma clínica veterinária

Apesar dos códigos e regimes de tributo serem parte importante do processo, esses são itens que apenas fazem parte do processo. Para que você tenha sucesso na área de veterinária é preciso ter em mente que a clínica veterinária tem um papel importante.

Diferente do setor médico humano, a clínica veterinária é uma das poucas maneiras que se pode trabalhar. Entretanto, é preciso saber ao menos a base do processo de abertura da sua clínica veterinária.

Afinal, essa é a parte que mais irá interferir no seu futuro profissional. Sem um preparo adequado antes do início da abertura, a clínica irá fechar as portas no futuro.

Pois, mesmo que exista um bom serviço sendo feito na clínica, é preciso preparo para iniciar sua abertura.

O primeiro passo é escolher um bom nome para sua clínica veterinária.

Apesar de parecer bom, colocar o nome do veterinário pode atrapalhar caso a clínica vá trabalhar com mais profissionais. Portanto, o ideal é que o nome seja o mais abrangente possível. Além disso, outro passo importante que deve ser levado em conta é o registro desse nome.

Assim como uma música, o nome da empresa pode ter direitos autorais. Dessa forma, antes de escolher veja se o nome já possui registro.

Veja como registrar sua marca neste vídeo:

Entretanto, essa é a primeira fase de todo o processo de abertura. Os próximos passos envolvem a busca pelo espaço adequado para sua empresa. Afinal, sem isso não terá como trabalhar.

Qual melhor local para abrir uma clínica veterinária

Comece a pesquisar o local mais adequado para instalar sua clínica veterinária. Veja se o espaço do local atende todos os requisitos necessários, sala de espera, sala de internação e tudo mais.

Esse é um requisito mínimo que define se a clínica veterinária terá ou não sucesso.

Os próximos passos são parte do processo tributário de sua empresa.

Em primeiro lugar, será preciso escolher a melhor CNAE para seu negócio. Todas essas questões fazem parte do processo inicial de  abertura de uma clínica veterinária.

Qual o CNAE para clínica veterinária?

Em primeiro lugar, é preciso entender o que é e para que serve o chamado CNAE. A sigla significa Código Nacional de Atividades Econômicas. Assim sendo, o código composto por sete dígitos serve para que a empresa seja identificada.

Cada setor possui um código diferente, e cada código possui variações que representam os diferentes tipos de atividades econômicas.

No caso da clínica veterinária, o código é 7500-1/00. Porém, esse mesmo código serve para outros negócios do ramo veterinário.

Confira abaixo quais são:

– Consultório veterinário

– Esterilização de animais

– Hospital veterinário

– Serviços veterinários como imunização

– Entre outros

Então, já é possível também compreender que o setor veterinário é bem grande e possui algumas ramificações.

Por esse motivo, escolher de forma correta o CNAE é tão importante. Para outros quesitos como a escolha dos tributos ou registro para obtenção do CNPJ será exigido uma CNAE.

Preciso abrir CNPJ para prestar serviços na clínica veterinária?

O Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica funciona como um CPF da empresa. Sem ele, sua empresa nem ao menos existe. O órgão responsável por gerar esse número é o CNPJ e o CNAE é obrigatório.

Além disso, no processo de abertura de uma clínica veterinária, também é preciso realizar a escolha dos tributos.

Afinal, caso isso seja feito de forma errada irá interferir de forma direta em outros assuntos. Um dos principais meios de se evitar problemas é contratar uma equipe especializada. Mais abaixo você verá a importância de realizar isso.

Como funciona a tributação para uma clínica veterinária

Assim como em qualquer setor econômico, a clínica veterinária também paga tributos.

Esses tributos são exigidos pelo estado, como maneira de recolher dinheiro das empresas. Porém, diferente de alguns impostos municipais, a tributação pode ser escolhida.

Nosso país possui um sistema tributário que é dividido em 3 diferentes setores. Cada um deles contempla um porte diferente de empresa. Portanto, o primeiro passo para escolher o regime tributário é entender qual o porte da sua empresa.

Após isso, será necessário escolher qual o melhor regime tributário. Porém, esses, que como você leu acima se dividem em 3.

Veja abaixo quais são:

– Simples Nacional

– Lucro simples

– Lucro presumido

No caso das clínicas veterinárias, o modelo tributário mais usado é o simples nacional. Pois, diferente do hospital veterinário, a clínica possui um porte menor.

O principal viés desse regime tributário é que ele possui uma cobrança menor que a dos outros modelos. Apesar de já termos nos acostumado com o pagamento de taxas, quando falamos de uma clínica veterinária isso atrapalha no orçamento. Afinal, os tributos são obrigatórios e existem ainda outros que são cobrados pelo município.

A melhor e mais segura forma de evitar problemas com o pagamento desses tributos, é com o auxílio de uma equipe profissional. O serviço de contabilidade é o responsável por cuidar das finanças de uma empresa. Porém, por conta da teimosia, muitos gestores decidem realizar tudo sozinho.

Mas isso pode tornar o processo ainda mais difícil, ainda mais no momento da escolha dos tributos. Pois, essa é a parte mais importante e que afeta de forma direta o projeto financeiro da empresa.

Portanto cuidado, se deseja aumentar o faturamento da sua clínica veterinária escolha de forma adequada.

Como aumentar o faturamento de uma clínica veterinária

Agora chegamos a um dos principais tópicos deste texto. Saber como aumentar o faturamento da sua clínica veterinária é um processo que exige preparo. Afinal, a concorrência também deseja fazer o mesmo.

O primeiro passo, é realizar um bom plano financeiro. Isso deve ser feito em conjunto com empresas da área. Afinal, essa é a melhor forma de evitar erros. Contudo, existem algumas técnicas que podem ajudar.

Em primeiro lugar, busque apoio para obter redução nos impostos. A escolha dos tributos, quando feita de maneira correta, ajuda e muito na diminuição de impostos. Isso por sua vez se reflete no aumento do faturamento das empresas. Além disso, também evita que sua clínica veterinária deixe de pagar algum tributo.

Um dos maiores problemas que uma clínica veterinária pode passar é o excesso de taxas. Portanto, cuidado e busque sempre formas de diminuir esses impostos.

Entretanto, para de fato aumentar o faturamento da sua empresa é preciso ter outras estratégias. Afinal, diminuir as taxas apenas evita gastos, mas não aumenta o rendimento.

Diversifique os serviços da sua clínica veterinária

Quando falamos de uma clínica veterinária, a melhor forma de aumentar o faturamento é oferecer um serviço diferenciado. Pois, por mais que você ofereça um serviço de qualidade, caso isso não seja inovador, de nada irá valer. Uma das melhores formas de inovar é com o trabalho na internet.

O primeiro passo é criar uma presença online para sua empresa. Pois, isso vai atrair novos clientes que com certeza irão se interessar pelo seu serviço.

Você pode entender mais neste artigo:

Outro jeito de criar uma nova demanda é melhorando o site corporativo, pois isso irá chamar mais atenção dos clientes.

Mas nada disso é possível sem o apoio de uma boa equipe de contabilidade.

clínica veterinária

Vale a pena contratar uma contabilidade?

Falamos durante o texto que contratar uma equipe de contabilidade especializada vai ajudar. Mas separamos esse tópico para falar mais a fundo sobre os benefícios que a Conta junto gera para sua clínica veterinária.

Quando pensamos em abrir nossa clínica veterinária, a primeira coisa que nos vem à mente é como fazer isso. São tantos processos burocráticos, que muitos acabam desistindo da tarefa de ter seu próprio negócio.

Todavia, existe uma maneira simples de resolver isso, e você vai se surpreender quando descobrir.

A especialização se tornou uma das melhores maneiras da contabilidade atuar. Afinal, a segmentação se tornou o diferencial de muitas empresas.

Portanto, isso também vale para ramos como da clínica veterinária. Apesar de parecer ser uma parte do todo que envolve o ramo de animais, não é.

Existem processos diferentes e apenas uma contabilidade especializada é capaz de cuidar de tudo isso. A contabilidade comum, por mais eficaz que seja, não entende a dimensão do serviço oferecido em uma clínica.

Por esse motivo, contratar uma contabilidade especializada como a Conta Junto é tão bom. Afinal, todos os processos relativos à criação e escolha das taxas serão feitos pelo contador.

Mas não para por aí, pois os motivos que fazem a contabilidade para clínica veterinária ser importante vão muito mais além.

Todo o processo de abertura da clínica veterinária pode e deve ser feito com o apoio de uma contabilidade.

O contador estudou e sabe de forma exata todos os passos que devem ser realizados para a abertura de sua clínica veterinária.

E isso fica ainda melhor quando falamos de uma contabilidade especializada.

Pois, o contador sabe de forma exata como realizar o plano financeiro da sua clínica veterinária.

Não perca tempo, e agende agora mesmo uma reunião online e gratuita com nosso contador:

Ainda tem dúvidas sobre como abrir uma clínica veterinária, assista este vídeo:

Veja mais artigos do nosso blog:

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Definir preço é uma dessas tarefas que todo empreendedor acha difícil e logo perde a paciência em querer aprender. Porém, a realidade é que encontrar o preço correto para um produto é bastante fácil, mas depende de que se conheça todos os custos que afetam o preço do produto.

Contabilidade para clínica veterinária

Contabilidade para clínica veterinária

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária. Um dos setores que mais estão crescendo é o setor veterinário. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também. Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. 

Porém, o fato de ser uma nova área de atuação a torna pouco conhecida entre profissionais da área de contabilidade e finanças.

Infelizmente, podemos dizer que ainda há pouca informação disponível sobre as obrigações tributárias do social media, a melhor forma de registrar uma empresa, e os outros inúmeros fatores contábeis de qualquer atividade empresarial.

Por isso, neste texto vamos esclarecer todas as principais dúvidas de contabilidade para social media.

Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

O que é a contabilidade para social media e infoprodutores?

A contabilidade para social media é um tipo de assessoria contábil voltada exclusivamente para profissionais da área de marketing digital e mídias sociais.

Esse tipo de assessoria possui o objetivo de auxiliar profissionais da área de social media a estruturar sua empresa e lidar com todas as suas demandas contábeis.

A contabilidade para social media é um serviço essencial na transformação do social media como prestador de serviço para a estruturação de uma empresa, com equipe formada, definição de quadro societário, escolha de regime tributário, gestão financeira, e todas as demandas que envolvem uma empresa digital, sobretudo em uma agência de marketing digital.

Como funciona a contabilidade para social media e infoprodutores?

Na contabilidade para social media, o profissional responsável atuará a partir dos seguintes passos:

1) compreensão do modelo de receita do seu negócio (venda de infoprodutos, prestação de serviço de gestão de contas, ou qualquer outro);

2) formalização da empresa (se necessário);

3) elaboração da estrutura tributária e/ou financeira.

Esse tipo de assessoria contábil pode ser feita de maneira inteiramente remota, sem a necessidade de reuniões presenciais com o profissional contratado.

Porém, é essencial que tal forma de assessoria seja realizada por profissionais com conhecimento do mercado de marketing digital e de suas formas de monetização.

Como funciona a contabilidade para social media e infoprodutores?

Como abrir CNPJ para o social media?

Abrir um CNPJ para social media é semelhante ao processo de formalizar uma empresa em qualquer outra área.

Para isso, o processo de abertura de uma empresa se baseia nos seguintes passos:

1 – Escolher a razão social;

2 – Definir o tipo de empresa (natureza jurídica e regime tributário);

3 – Escolher os CNAEs corretos;
4 – Recolher a documentação necessária;

5 – Contratar uma assessoria contábil;

6 – Iniciar o processo de registro.

Cada passo dependerá da estrutura do seu negócio e de suas fontes de receita. Por isso, o auxílio de um contador é fundamental para garantir as melhores decisões.

Para saber mais sobre como funciona cada passo do processo de abertura de uma empresa, não deixe de ver o nosso guia:

Como abrir uma pequena empresa

O que é CNAE?

A sigla CNAE significa Classificação de Atividades Econômicas. A função desssa classificação é determinar todas as atividades legalmente aceitas no Brasil com base na natureza de cada atividade. Assim, é imprescindível que toda empresa registrada possua um CNAE em acordo com suas atividades.

Porém, mesmo com sua necessidade, frequentemente a tabela CNAE se encontra desatualizada em relação ao desenvolvimento de novos serviços.

Esse é o caso de empreendedores que atuam no mercado digital, como é o caso do social media ou de toda empresa de marketing digital.

Qual o CNAE correto um para o social media?

No caso do CNAE social media, a escolha exata dependerá de todas as atividades exercidas pelo profissional. Vale recordar que o marketing digital envolve diversas funções e  possibilidades de trabalho remunerado. Porém, a mais comum para o social media é a de gestor de mídias sociais.

Por essa razão, a CNAE mais adequada para um social media seria a 7311-4/00 Agências de Publicidade. Essa categoria considera todas as atividades que envolvem a criação e produção de campanhas de publicidade para qualquer finalidade e veiculação através de qualquer meio.

Mesmo com a CNAE de agências de publicidade, é válido considerar o fato de que grande partes dos profissionais de marketing digital no brasil atuam em funções adicionais, como

• Gestão de tráfego pago;

• Criação e gestão de páginas institucionais de empresa,

• Gestão de contas de e-mail marketing,

• Campanhas de divulgação dos clientes,

• Atividades de designer e branding,

• Dentre outros.

Para cada um desses casos, haverá outros CNAEs específicos a serem escolhidos. Por isso, o melhor para uma empresa de marketing digital é buscar uma assessoria contábil com bom conhecimento do mercado digital e de suas possibilidades de remuneração. 

Além disso, certifique-se de esclarecer ao contador todas as atividades que você exerce de forma remunerada. Assim torna-se mais fácil escolher a CNAE correta para o seu caso.

Se você quer saber mais sobre como funciona também a contabilidade para infoprodutores, confira:

Contabilidade para infoprodutores: entenda como a contabilidade pode ajudar o seu negócio digital

Qual o regime tributário correto para o social media?

Como você viu anteriormente, o processo de formalização para qualquer empresa, mesmo na área de social media marketing, depende da escolha do regime tributário adequado para determinar suas obrigações fiscais.

Em geral, o Simples Nacional é o regime tributário mais comum para social media em razão de sua menor carga tributária.

Porém, dependendo da atividade exercida pela sua empresa, é possível que ela seja enquadrada em algum outro regime tributário. 

Agende um diagnóstico com nosso contador e descubra qual o melhor regime tributário: Quero agendar um diagnóstico.

Quais os benefícios da contabilidade para social media?

A contabilidade para social media é essencial para o registro, manutenção e projeção de todo o negócio digital exercido pelo social media.

Com uma assessoria contábil, o social media poderá dar os passos necessários na construção de uma empresa e sair da sua condição de free lancer e trabalhador informal.

Há diversos benefícios que farão uma enorme diferença para o social media após a contratação de uma assessoria contábil com o objetivo auxiliar na criação e gestão da sua empresa, como

• Criação e registro da empresa,

• Gestão financeira,

• Manutenção das obrigações tributárias,

• Auxílio na elaboração de contratos,

• Auxílio na contratação de colaboradores,

• Redução de gastos e despesas,

• Otimização de processos,

• Dentre outros.

Se você ainda está em dúvida sobre se vale a pena abrir o seu CNPJ e sair da informalidade, veja nossa comparação sobre os principais benefícios de abrir um CNPJ

Vale a pena ser PJ (Pessoa Jurídica)?

Como abrir CNPJ para o social media?

Quais cuidados o social media deve ter antes de registrar sua empresa?

Antes de iniciar o registro da sua empresa, é essencial que o social media explique ao contador todos os serviços oferecidos pela sua empresa. Só assim será possível encontrar o CNAE mais adequado para o caso do social media.

O marketing digital para instagram e outras redes sociais é uma atividade bastante heterogênea, que podem envolver profissionais de diversas áreas. Assim, mesmo a atividade de social media pode variar bastante no tipo de serviço ofertado por cada um.

Por exemplo, enquanto um é mais voltado para tráfego, outro pode ser mais focado em design e branding.

Confira também nossos textos voltados para cada as principais atividades exercida por profissionais do marketing digital, desde o vendedor de infoproduto, aos co produtores e copywriters:

• Se você é coprodutor, confira

Contabilidade para coprodutores: como funciona?

• Se você é gestor de tráfego pago, confira

Contabilidade para gestores de tráfego: como funciona?

• Se você possui uma agencia especializada em lançamento de infoprodutores, confira

Contabilidade para agencias de lançamento: como funciona?

• Se você possui um e-commerce, confira:

Contabilidade para e-commerce: como funciona? 

Contabilidade para social media

Contabilidade digital: veja como funciona

A contabilidade digital é o formato de assessoria contábil perfeito para profissionais em negócios digitais ou da área de marketing digital. Na contabilidade digital, a assessoria da sua empresa é feita de forma completamente remota.

Assim, torna-se muito mais fácil escolher os dias e horários mais convenientes para o empreendedor.

A Conta Junto é um escritório contábil especializado em auxiliar profissionais da internet na criação e estruturação de suas empresas.

O escritório já atuou na assessoria de youtubers, infoprodutores, agências de lançamento, coprodutores, copywriters e os demais prestadores de serviço que trabalham exclusivamente no universo digital.

Se você trabalha com alguma atividade na internet, seja como produtor de youtube ou algum profissional da área de marketing digital, a Conta Junto é o escritório para você. Agende um horário conosco!

Ainda tem dúvidas sobre como a contabilidade para social media funciona? Assista a este vídeo:

Veja mais artigos do nosso blog:

Contabilidade para profissionais da saúde

Contabilidade para profissionais da saúde

A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam um profissional da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais. Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área.

Como abrir uma clínica de radiologia

Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo. Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

Para atuar como dentista, é necessário que o futuro profissional passe por algumas etapas. Uma delas diz respeito a informar-se sobre como abrir uma clínica odontológica.

Além disso, quando ainda está na universidade, além das longas horas de estudos e exames, chega o momento de procurar estágio e decidir em que setor da profissão irá se especializar.

Muitos optam por trabalhar em clínicas de outros profissionais já gabaritados no mercado. No entanto, há uma parcela que prefere abrir negócio próprio. Contudo, para que o investimento dê certo, é necessário que o profissional tenha boas habilidades de gestão e entenda de estratégias financeiras.

A seguir, separamos algumas dicas de como abrir uma clínica odontológica para que você possa decidir com mais facilidade se prefere, de fato, seguir o caminho do empreendedorismo.

Primeiramente: você já parou para pensar em como abrir uma clínica odontológica?

Se sim, a primeira dica é saber se você ao menos já esboçou em sua mente como seria gerenciar um consultório de odontologia.

Levante as seguintes questões: quais metas pretendo alcançar com este investimento nos próximos 5 anos? E daqui a 10 anos, como enxergo meu consultório odontológico e a base de clientes?

Dessa forma, você terá começado a traçar um caminho por onde seguir e, além disso, terá a certeza se quer mesmo realizar a caminhada do negócio próprio.

Entenda que, a depender dos objetivos que pretende alcançar, o investimento feito será diferente.

Muitas vezes, terá de desembolsar uma quantia maior de dinheiro, ou, dependendo do caminho escolhido, precisará investir mais em tempo ou em especializações.

Se seu desejo é cada vez mais expandir sua clínica odontológica, certamente o investimento inicial em capital será proporcionalmente maior.

Agora, se pretende oferecer um serviço diferenciado da concorrência, seria bem mais interessante, no momento, investir em especializações.

Primeiramente: você já parou para pensar em como abrir uma clínica odontológica?

Como abrir uma clínica odontológica: Análise do mercado de trabalho

Amar a profissão é um dos pontos importantes para o sucesso na carreira, mas saber como abrir uma clínica odontológica é muito mais do que isso.

Questões técnicas precisam ser resolvidas, dentre elas realizar uma análise objetiva de mercado.

Assim, organize suas ideias e procure entender que tipos de decisões também te trarão um maior retorno financeiro.

Dessa forma, entenda que, às vezes, você terá de colocar o bem estar de seus pacientes acima de suas preferências pessoais.

Quer ver um exemplo disso na prática? Muitos dentistas escolhem especializar-se em áreas que, no mercado, já estão saturadas de profissionais exercendo.

Ou seja, mesmo que eles tenham a possibilidade de exercer atividades as quais são mais simpáticas como dentistas contratados de clínicas já estabelecidas, acabam por abrir um consultório próprio e, no fim, frustram-se com o fato de terem de fazer o que, no fundo, não queriam. Isto porque, para que se destaquem no mercado, precisarão superar a grande concorrência.

Portanto, antes de mais nada, questiona-se:

●       Escolhi me especializar em determinada área, como está o mercado em relação a este tipo de atividade? Saturado ou com necessidade de mais profissionais capacitados?

●       O retorno financeiro para quem especializar-se nesta área é bom, mediano ou ruim?

●       Uma vez que decidi exercer a função, como a concorrência faz para aplicar suas estratégias de marketing e divulgação do consultório odontológico?

●       Afinal, a concorrência oferece um serviço de qualidade ou não?

●       O que poderei fazer para que meu consultório se diferencie positivamente dos demais?

●       Dentro da minha profissão, quais setores precisam de mais atenção e de profissionais devidamente capacitados?

Após responder a todas estas questões, você estará melhor orientado acerca do caminho que deve seguir, bem como saber com mais clareza como se destacar da concorrência.

Não subestime a importância de responder a estas perguntas, uma vez que sem o devido direcionamento, você pode optar por atender em um setor já saturado do mercado – o que lhe acarretará não apenas frustrações, como também prejuízos financeiros, pois, para se destacar, terá de investir muito mais dinheiro na divulgação da sua clínica odontológica.

Monte um plano de negócios que te oriente melhor em como abrir uma clínica odontológica

Aqui cabe uma pergunta semelhante a que foi sugerida anteriormente: daqui a tantos anos, que tipo de profissional pretendo ser?

Respondida a pergunta, faça desta resposta o plano de fundo dos seus negócios.

Assim, estipule metas a curto e médio prazo que, gradativamente, irão te ajudar a realizar o objetivo principal.

Imagine que esse objetivo é o topo da escada e, as metas, cada um dos degraus.

Portanto, saiba que determinar um plano de negócios bem elaborado e realista é fundamental para o sucesso do seu consultório odontológico.

Além disso, com este plano de fundo, você conseguirá compreender melhor como anda seu desempenho no decorrer deste projeto.

Por isso, defina parâmetros fáceis de serem entendidos e medidos, que possam refletir exatamente o que você pretende atingir com seu empreendimento.

Se ainda tem dúvidas em como realizar o planejamento, recomendo que baixe o meu e-book: 9 passos para construir uma empresa de sucesso.

Monte um plano de negócios que te oriente melhor em como abrir uma clínica odontológica

Uma dica quando o assunto é como abrir uma clínica odontológica, é pesquisar por KPI.

KPI é muito usado na administração de um empreendimento para indicar a performance do negócio.

Assim, em uma clínica odontológica, avalie o desempenho com o KPI, analisando, por exemplo, o número de pacientes atendidos por dia.

Em seguida, estabeleça uma média de preço para o atendimento, incluindo retorno dos pacientes, primeiras consultas, bem como os procedimentos realizados em cada um deles.

Imagine a seguinte situação: digamos que, por cada um dos atendimentos, o lucro da sua clínica seja de R$ 100,00. Se seu objetivo é lucrar R$ 1.000,00 por dia, terá de atender, no mínimo, 10 pacientes diariamente.

Bem, agora que você já sabe a média de pacientes que precisa atender por dia para atingir seus objetivos de lucro, defina em quanto tempo pretende alcançar essa métrica – 6 meses, 1 ano?

Assim, monte metas por trimestre e, de pouco em pouco, vá aumentando sua KPI. Uma outra dica de ouro é buscar por um software de gestão. Ele te ajudará a coletar dados e informações relevantes. 

Além disso, é bom que você esteja sempre atento às tecnologias de administração de negócios, pois elas serão de grande importância no sucesso do seu empreendimento.

Mas atenção! No exemplo que demos sobre número de pacientes por dia, não caia na armadilha de querer sempre manter um grande volume de atendimentos diários se sentir que seu lucro está diminuindo.

Aliás, todos estes detalhes precisam estar previstos em seu plano de negócios, diminuindo as chances de erros e aumentando o potencial da sua clínica odontológica.

Estabelecer os serviços que serão prestados é um dos critérios de como abrir uma clínica odontológica

Já parou para pensar que é muito difícil encontrar um consultório odontológico que se especialize em um número limitado de modalidades de atendimento?

Geralmente, os dentistas querem adotar várias frentes porque é, de certa forma, uma segurança para o negócio. Ou seja, se uma das frentes não der muito certo, existem as outras que mantêm o estabelecimento funcionando.

Ademais, pense que é muito mais cômodo para um paciente realizar todos os procedimentos num só local ao invés de ter de procurar outros consultórios odontológicos para finalizar tudo que pretende fazer em questão de tratamento bucal.

Mas claro! Pense sempre antes de escolher os atendimentos que irá oferecer e decida-se pelos melhores e mais populares.

Além disso, parcerias também são muito importantes. Por exemplo, se vai trabalhar com implantodontia, é fato que os serviços que oferecerá a seus pacientes dependerá diretamente do setor de imagens.

Assim, uma boa parceria nesta área será ótima para os lucros da sua clínica odontológica.

Estabelecer os serviços que serão prestados é um dos critérios de como abrir uma clínica odontológica

Exigências legais ao abrir uma clínica odontológica

Aqui entra a questão de atentar-se à legislação: esta etapa é realmente necessária e requer bastante atenção.

Se montar uma clínica odontológica fora dos padrões estabelecidos pela legislação, certamente terá muitos problemas futuros, inclusive correndo o risco de ter seu empreendimento fechado e multas altíssimas.

Quando se trata de como abrir uma clínica odontológica, saiba que há normas sanitárias e de higiene próprias para que o local possa funcionar dentro da legalidade.

Mantenha-se atento também à legislação local, ou seja, do estado e município onde mora. Muitas vezes, eles possuem leis próprias que devem ser igualmente atendidas.

Você pode, por exemplo, realizar a solicitação da vigilância sanitária antes de dar início às obras da sua clínica. Dessa forma, providenciará, com antecedência, os reparos que devem ser feitos, evitando contratempos futuros.

Outro ponto é saber que, caso lide com procedimentos, precisará conferir as disposições contidas na RDC/Anvisa n° 306, de 2004. É ela que regula a coleta de resíduos, sempre assegurando a segurança e higiene dos profissionais, bem como dos pacientes e coletores

Ademais, no caso de sua clínica trabalhar com tratamentos radiológicos, existe a portaria SVS/MS n° 453, de 1998. Assim, vá pesquisando todos estes pontos e assegure que seu consultório odontológico estará funcionando dentro da lei e oferecendo o melhor atendimento aos pacientes.

Tributação para clínicas odontológicas

Por fim, veja a questão da tributação relacionada à classe dos dentistas.

Separe um tempo só para compreender, ao máximo, esta questão e, se preciso for, conte com a ajuda de um contador para lhe ajudar a ajustar todos os pontos da questão tributária de sua classe profissional.

Informe-se sobre declaração de imposto de renda e impostos municipais, principalmente.

Dessa forma, você já inclui todos estes valores no orçamento anual de sua clínica odontológica e, assim, evitará dores de cabeça futuras com relação ao fluxo de caixa.

Assista: como abrir uma clínica odontológica

Finalmente, escolha uma boa localização para sua clínica

O último passo de como montar um consultório odontológico é, sem dúvidas, escolher um local satisfatório para abrir seu negócio.

Pense num ponto que seja estratégico, ou seja: que tenha um bom fluxo de pessoas, boa pavimentação, grande área para estacionamento e, claro, um local limpo e localizado em bairro seguro.

Outra vantagem é se o local for perto de onde mora. Assim, economiza não apenas no tempo de chegada ao consultório, como também em combustível ou outros demais gastos, como aplicativos de transporte ou mesmo transporte público.

Ainda tem dúvidas? Entre em contato com nosso contador.

Veja mais artigos do nosso blog:

Contabilidade para profissionais da saúde

Contabilidade para profissionais da saúde

A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam um profissional da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais. Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área.

Como abrir uma clínica de radiologia

Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo. Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

Contabilidade para clínica veterinária

Contabilidade para clínica veterinária

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária. Um dos setores que mais estão crescendo é o setor veterinário. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também. Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Abrir uma empresa de consultoria é uma excelente opção para profissionais qualificados que possuem uma ampla rede de contatos e pretendem investir no mercado.

A esse respeito, é fundamental destacar que, em momentos de crise, tal área ainda continua em crescimento, já que é uma ótima estratégia adotada por grande parte dos negócios que buscam contratar uma empresa de consultoria.

Nesse sentido, os principais objetivos da procura são solucionar os problemas mais complexos, reduzir os gastos e ainda modernizar o seu serviço para que seja possível posicioná-lo no mundo comercial.

O que é uma empresa de consultoria?

Uma empresa de consultoria é uma atividade de prestação de serviços que um profissional da área busca atender às necessidades das empresas através de sugestões de melhoria.

Assim, por possuir um conhecimento estruturado acerca do espaço de atuação do cliente, o consultor é capaz de realizar relatórios e diagnósticos dos processos da empresa.

Nesse viés, o objetivo é identificar as necessidades reais da empresa e recomendar possíveis soluções para os mais determinados casos.

No entanto, é necessária uma estrutura organizacional definida e regulamentada para que a empresa de consultoria tenha a maior atenção do profissional e de sua respectiva empresa.

Sendo assim é possível realizar análises mais precisas e auxiliar o cliente de maneira mais assertiva!

Por essa razão, é importante compreender que esse profissional de uma empresa de consultoria precisa de uma base de conhecimento sólida e uma grande capacidade de análise crítica e de propor soluções, como também é necessário que esteja antenado às constantes inovações do mercado.

Qual é a importância de contratar uma empresa de consultoria?

Com o dinamismo do mercado, a empresa de consultoria está tendo um maior destaque nas mais diversas áreas de atuação, já que auxilia no processo de abertura, na reformulação de ações e, principalmente, na modernização do serviço que ajudará a posicioná-lo no comércio.

Ademais, devido às rápidas inovações nos modelos de negócios, a maioria dos empresários não conseguem acompanhá-las e acaba perdendo grande parte de seus clientes.

Desse modo, a empresa de consultoria é responsável em organizar todas essas informações e ajudar o cliente a acompanhar as mudanças do mercado.

Com a vinda das inovações tecnológicas avançadas, a busca por empresas de consultoria teve um crescimento expressivo, uma vez que os empresários brasileiros não possuíam tanta experiência em adaptá-las em seus negócios.

Assim, o consultor tornou-se uma ferramenta de extrema importância para quem quer ter uma marca de sucesso!

A seguir, há mais alguns fatores que impulsionaram o mercado de empresas de consultoria no país:

·       Busca por inovações e conhecimentos que ampliem a visão da empresa no mercado global;

·   Criação de uma vantagem competitiva acerca de outras empresas;

·       Melhorias contínuas e assertivas na comunicação externa e interna da empresa;

·       Otimização de processos na empresa por meio da formulação de políticas de gestão organizacional e

·       Desenvolvimento do valor e da imagem da empresa.

Tipos de empresa de consultoria

Com as constantes inovações no mercado global, as grandes empresas estão à procura de consultorias para ajudá-las a enfrentar os novos desafios propostos pelo dinamismo da economia.

Nesse sentido, uma empresa de consultoria contribui para a gestão dos processos internos e externos do negócio, além de proporcionar uma vasta modernização que pode desenvolver a imagem da empresa dentro do mercado global.

Além do mais, uma empresa de consultoria deve ser específica para que seja possível resolver determinadas questões de sua empresa e propor soluções ainda mais assertivas.

Por essa razão, houve o surgimento de várias consultorias especializadas em diversas áreas de atuação que são capazes de elaborar relatórios precisos e apontar caminhos alternativos para a resolução de algum problema complexo.

O que faz um consultor?

Um consultor é responsável em analisar demissões, contratações e condições laborais e até mesmo propor treinamentos essenciais aos funcionários da empresa.

Empresa de consultoria financeira e em gestão de riscos

Esse tipo de empresa de consultoria possui o objetivo de indicar e analisar as possíveis futuras ameaças que uma empresa enfrentará, oferecendo soluções ou até mesmo alternativas que evitam o determinado problema no futuro.

Assim, ao identificar um risco, o consultor irá propor medidas de prevenção para cada caso específico o que irá proporcionar uma maior proteção do desempenho da empresa e uma tomada de decisão mais assertiva.

Além do mais, uma consultoria especializada em finanças é uma das ferramentas mais importantes para empresas que pretendem se desenvolver de forma consolidada no mercado.

Com ela, sua empresa será mais estruturada e gerenciada, uma vez que terá um planejamento estratégico financeiro que irá contribuir para a formação de um negócio mais solidificado na economia global.

Empresa de Consultoria em marketing e tecnologia de informação

Algumas vezes, um negócio não está tendo tanto sucesso, porque o seu produto ou serviço oferecido não está de acordo com a demanda do mercado atual.

Por essa razão, é necessário contratar uma empresa de consultoria em Marketing e Tecnologia de Informação que irá te ajudar a conquistar a fidelidade de seus clientes.

Ocorre que ela irá estudar o comportamento da economia global, apontando seus desejos e necessidades, elaborando um produto ou serviço que esteja adequado com o que a sociedade atual espera dele.

Com certeza, os clientes buscam por uma inovação, um diferencial que não se encontra em nenhuma outra marca! Portanto, atentar-se à demanda do mercado.

Empresa de consultoria em meio ambiente

Devido às constantes mudanças climáticas, a preocupação com o meio ambiente está cada vez mais presente nas discussões das empresas.

Aliás, é importante ressaltar que a valorização e a preservação do nosso ecossistema são ações bem vistas na sociedade, o que pode contribuir para a maneira como os seus clientes enxergam a sua marca.

Nesse sentido, a consultoria ambiental é capaz de realizar análises dos impactos das suas ações no meio ambiente, propondo ações específicas mais sustentáveis que tornam o seu processo produtivo mais racional e respeitoso com o planeta Terra.

A esse respeito, é possível demonstrar aos seus clientes que sua marca não está apenas preocupada com o agora, mas também com o futuro das próximas gerações.

Portanto, uma empresa de consultoria em meio ambiente é responsável em auxiliar os negócios a se tornarem aptos à sustentabilidade e ao equilíbrio ambiental.

Empresa de consultoria em meio ambiente

Empresa de consultoria em franquias

Um outro tipo de empresa de consultoria é a que está responsável pela área de franquias.

Nesse sentido, tal consultoria estratégica é capaz de auxiliar a empresa em desenvolver planos de ações futuros para que seu negócio seja cada vez mais produtivo.

Com ele, o consultor estará encarregado em procurar os pontos positivos e negativos da empresa, oferecendo soluções mais assertivas para que seja possível uma melhoria contínua no progresso do seu negócio.

Etapas para abrir uma empresa de consultoria

1) Escolha da atividade da empresa de consultoria

Apesar de ser besteira, é importante que você já tenha uma área de atuação definida antes de abrir uma empresa de consultoria, uma vez que isso irá ajudar na escolha da Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE).

Nesse sentido, a definição do CNAE é fundamental para que sua empresa já saiba quais serão as taxas de impostos e as contribuições para União, Estado e Município, dando assim transparência aos serviços oferecidos pelo seu negócio.

2) Localização e Estrutura

Outro fator importante para o desenvolvimento de uma empresa de consultoria é sua sede e seus fatores locacionais, uma vez que esse local é onde haverá as futuras reuniões da sua equipe e também onde haverá o atendimento de seus clientes.

No entanto, é válido ressaltar que, com as inovações tecnológicas, há empresas virtuais, isto é, não possuem uma existência física da empresa, apenas organizações virtuais.

Mas, isso não impede a necessidade de uma estrutura amplamente qualificada, já que o seu site será o “catálogo” da sua empresa.

Como citado anteriormente, é necessário atender aos fatores locacionais, visto que é fundamental escolher um local próximo a centros financeiros e também aos públicos-alvo, já que irá proporcionar uma maior facilidade de acesso.

3) Legalização da empresa de consultoria

Uma das etapas mais importantes para a construção de uma empresa de consultoria é a sua legalização, visto que é possível desfrutar dos benefícios oferecidos, tal como a obtenção de recursos aliado às instituições financeiras.

Ademais, uma consultoria regularizada possui menos risco de ser penalizada, assim, é possível, além de contratar e regularizar seus funcionários, vender e prestar serviços para instituições públicas quando há fiscalizações.

Então, atente-se às exigências legais que sua empresa de consultoria deverá ter e as mantenha sempre atualizadas.

4) Gestão do processo produtivo

É de extrema importância dar atenção na forma de organização dos processos de produção e entrega para os seus clientes, uma vez que é uma etapa em que poderá desenvolver a fidelidade da clientela e também a relação empresa-cliente.

A gestão da empresa de consultoria está relacionada ao desenvolvimento do contrato e da comunicação, diagnóstico das necessidades dos seus negócios e de seus clientes, a elaboração de planos estratégicos, execução e análises dos dados.

Além da formação de uma equipe especializada e de qualidade que possui um alto nível de experiência e responsabilidade!

5) Tributação da empresa de consultoria

Vale ressaltar que a escolha de um regime tributário para sua empresa de consultoria é também importante. Algumas opções são o Lucro Real, Simples Nacional, Lucro Presumido ou até mesmo pessoas físicas especializadas.

Todavia, é válido salientar que cada tributação possui suas próprias características, por isso é importante contratar um contador para te auxiliar a escolher um regime que seja mais adequado à sua empresa.

Outro fator a ser levantado é que cada uma das tributações possui tarifas e regimes diferentes! Portanto, é fundamental contratar um contador para que ele auxilie na escolha daquele que seja mais adequado à realidade da sua empresa.

6) Investimentos

Última etapa, mas não menos importante, é necessário a contratação de um profissional para que faça o cálculo do investimento de maneira mais assertiva possível.

A esse respeito, a empresa de consultoria terá alguns investimentos que serão indispensáveis para o seu funcionamento e o desenvolvimento.

Como por exemplo, é importante investir em um coworking, nos documentos e tributações, nas inovações tecnológicas, na contratação de profissionais especializados em cada área da empresa e também em funções básicas, tais como água, luz, internet e telefone.

Como abrir uma empresa de consultoria online?

Para abrir uma empresa de consultoria online, é necessário encontrar uma contabilidade digital especializada no segmento de consultoria, nós da Conta Junto somos uma contabilidade digital especializada em abertura de empresas de consultoria, além disso auxiliamos em todo processo burocrático, com atendimento humanizado.

Abra sua empresa conosco, sem sair de casa e com todo suporte possível, clique aqui e fale com nosso contador.

Ainda com dúvidas assista a este vídeo:

Veja mais artigos do nosso blog:

Contabilidade para profissionais da saúde

Contabilidade para profissionais da saúde

A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam um profissional da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais. Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área.

Como abrir uma clínica de radiologia

Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo. Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

Contabilidade para clínica veterinária

Contabilidade para clínica veterinária

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária. Um dos setores que mais estão crescendo é o setor veterinário. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também. Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Quer aprender contabilidade para coprodutores? Veio ao lugar certo. Fica por aqui e acompanha esse blog porque vamos explicar tudo que você co-produtor precisa saber.

Chega de pagar mais imposto do que deveria, é hora de economizar e começar a ganhar mais, e sobrar dinheiro para que você possa investir em outras áreas.

Mas primeiro vamos falar um pouco sobre a profissão de produtor e co-produtor, que vêm crescendo muito principalmente trabalhando no desenvolvimento, lançamento e venda de infoprodutos. Como cursos online, ebook em sites especializados nesse tipo de conteúdo, tal como Hotmart, Monetizze e Eduzz.

Acompanhe este blog até o final para saber tudo sobre contabilidade para co-produtores e entender como ela funciona.

O que faz um coprodutor?

Se você ainda não atua na área mas já quer começar a se preparar para quando entrar no mercado, deve começar a entender mais sobre o que faz um coprodutor, quais suas principais áreas de atuação e onde e com quem ele pode trabalhar.

Um coprodutor atua no mercado digital junto com outro produtor, um copywriters e designers na produção de conteúdos digitais, como os infoprodutos citados.

O co-produtor pode ser uma pessoa física, que vai atuar diretamente no desenvolvimento desses produtos digitais, sendo ele um social media, um editor de vídeos, escritor ou vindo de outra área com experiência em direção nesse tipo de conteúdo.

Mas também podem ser uma pessoa jurídica, como uma agência de lançamentos digitais. De toda a forma, um co-produtor pode trabalhar recebendo de algumas formas diferentes.

Para fechar o pagamento de trabalho, um co-produtor pode optar por diferentes tipos, ou se adequar melhor aquele determinado contratante.

Contabilidade para Coprodutores

Como funciona um contrato de coprodução?

Pode ser um contrato que dure enquanto o projeto estiver ativo e em execução, pode ser um valor fixo para o projeto completo, e o mais comum é que além desses modelos, o coprodutor também receba uma porcentagem das vendas daquele determinado produto ou serviço que ele ajudou a projetar.

Contabilidade para Coprodutores

O que são infoprodutos e o que é um lançamento?

Infoproduto são produtos anunciados e vendidos de forma digital, um ebook seja ele um romance, um quadrinho ou um curso, é um infoproduto. Um curso digital com vídeos e aulas  também é um tipo de infoproduto que o um coprodutor trabalha na produção.

Esses conteúdos digitais geralmente passam por um processo de lançamento, com anúncios, postagens em redes sociais, e com uma campanha publicitária por trás de forma que impulsione as vendas.

Um lançamento digital nada mais é que esse conjunto de todas estratégias que são feitas para anunciar e vender um infoproduto. Essa organização das estratégias e definição de quais mais se adequa a determinado tipo de negócio é uma das principais tarefas de um coprodutor, seja ele uma pessoa física ou uma agência.

Contabilidade para Coprodutores

Contabilidade para Co-produtores: Como funciona?

Agora que você já sabe bem o que faz um coprodutor, suas áreas de atuação e especializações, vamos falar sobre a contabilidade na carreira deste profissional.

Para quem já abriu uma empresa e já possui um CNPJ sabe que ter um nome de Pessoa Jurídica é a primeira e melhor forma inicial de alterar drasticamente o custo dos impostos e tributações.

Com benefícios muito superiores a um CPF tradicional, uma empresa tem várias vantagens, desde a possível contratação de funcionários até maiores valores de movimentação.

Um coprodutor que auxilia na produção de um e-book por exemplo, e possui apenas um CPF paga em média 27,5% de tributos sobre a venda desse tipo de produto. Já um CNPJ pagaria em torno de 2,75% a 4,5% dependendo do tipo de CNPJ usado.

Os co-produtores também podem vir a atuar ajudando na contabilidade, geralmente não atuando diretamente, mas coordenando um contador para cuidar dessa parte.

Com o apoio de um contador ou uma empresa que cuida dessas burocracias, um co-produtor pode aumentar muito o lucro sobre a venda de infoprodutos.

Qual a importância de uma contabilidade para coprodutores?

Além da redução do valor de imposto das tributações já mencionadas, uma contabilidade bem planejada pode solucionar problemas e abrir novas portas para qualquer negócio que um contador atue.

Como são realmente muitas vantagens de ter um contador ajudando na contabilidade, montaremos uma lista de coisas que essa assessoria pode mudar no seu empreendimento.

●      Redução significativa das tributações e impostos;

●      Permissão para a emissão de notas fiscais;

●      Aumento do lucro sobre venda de produtos e serviços;

●      Acesso a uma melhor linha de crédito;

●      Financiamentos especiais;

●      Contratações de funcionários ou serviços;

●      Redução da número de impostos;

●      Apoio no cálculo dos impostos e folhas de pagamento;

●      Apoio também no cumprimento de todas obrigações como empresa;

●      Auxílio na elaboração de contratos.

Com certeza a diferença é que ter um profissional especializado trabalhando na contabilidade para coprodutores e como ela  funciona, pode mudar todo o rumo que o negócio pode ir. Abrindo novos horizontes.

Como um co-produtor pode pagar menos impostos?

Um assunto falado durante todo o blog, e com certeza o que mais interessa quem quer saber mais sobre contabilidade para coprodutores e como funciona.

Como já foi dito, a primeira forma é abrindo um CNPJ, e escolhendo o tipo de tributação que melhor funciona para você e para sua empresa.

Atualmente são 3 os tipos de tributação para a Pessoa Jurídica, e são eles: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real.

Nesta ordem, de menor para maiores lucros, valores mensais e número de contratações. Vamos explicar um pouco mais sobre os três modelos de tributação para que você consiga decidir qual deles se encaixa melhor às suas necessidades.

Lembrando que os co-produtores que atuam na venda de ebooks, tem a isenção do imposto ICMS sobre esse tipo de produto, reduzindo também muito o valor total a ser pago no final, já que esse é um dos impostos com carga tributária mais alta.

Decida da melhor forma possivel! Fale com nosso contador especializado em coprodutores e agencias de lançamento.

Simples Nacional

Esse modelo é o mais básico e com menos vantagens, mas ainda assim, muito superior a um CPF comum. Com o Simples você pode faturar até R$ 4,8 milhões por ano com o seu negócio, e tem uma alíquota de impostos que muda de acordo com a receita nos últimos 12 meses.

O valor em porcentagem dos impostos varia em torno de 6% para receitas brutas até R$ 180 mil em 12 meses, até 33% para receitas de R$ 3.6 milhões até R$ 4.8 milhões de reais, usando esse modelo

É um modelo mais usado para quem tem um menor faturamento anual, possui até 1 funcionário e emite todas as notas fiscais, já que esse modelo permite isso.

Lucro presumido

Esse modelo é o mais usado hoje no brasil por coprodutores, recomendado para pequenas e médias empresas trás enormes benefícios e impostos ainda menores.

Nesse tipo de tributação há também a isenção de impostos como PIS e COFINS sobre livros, reduzindo muito os gastos com tributação. O número de funcionários também é maior.

A porcentagem da tributação sobre o faturamento varia entre 2,88%  até 16,33%. Uma redução significativa.

Optar por usar o Lucro Presumido como forma de tributação pode ser o melhor caminho para você que pretende crescer na área de coprodução.

Ao invés de iniciar no Simples Nacional e após o crescimento migrar para o Lucro Presumido, começar inicialmente por esse modelo já adianta parte do processo e diminui custos futuros com alterações.

Lucro Real

Esse modelo de tributação também é bastante tradicional, é o resultado do cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e da Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido (CSLL), usando como base o lucro real do empreendimento.

Esse modelo é escolhido por grandes empresas, pois para se utilizar do modelo a empresa deve ter um faturamento nos últimos 12 meses superior a R$ 78 milhões.

Quem escolhe esse tipo de tributação tem vantagens como:

Tributação Justa

A cobrança é feita de acordo com os lucros, e caso apresente prejuízo, a empresa estará isenta de pagar os tributos.

Obter crédito do PIS e do COFINS

A empresa consegue nesse modelo aproveitar os créditos desses impostos ao realizar a devida apuração dos IRPJ e CSLL já citados.

Portanto, o Lucro Real é uma opção sim para você coprodutor, mas provavelmente não irá te atender caso tenha faturamentos abaixo do mínimo exigido.

Tem interesse em pagar menos impostos? Assista a este vídeo:

O que preciso para abrir uma empresa de coprodução?

Para lidar com a contabilidade para coprodutores e como funciona, você já sabe que possuir um CNPJ é a maior mudança que você pode fazer.

Algumas coisas são necessárias para abrir uma empresa e emitir seu CNPJ, para ficar em dia com o fisco. Vamos listar aqui algumas necessidades para que você se prepare.

E lembre-se, ter uma empresa especializada em contabilidade irá te fazer economizar muito tempo e dinheiro nesse processo, sem precisar passar  por toda essa burocracia sozinho como coprodutor.

●      Emissão do CNPJ

●      Registro na Junta Comercial ou prefeitura

●      Emissão da Inscrição Estadual

●      Emissão do Alvará de Localização e Funcionamento

São muitas coisas que fazem a diferença e irão mudar toda a contabilidade para você coprodutor.

Esteja em dia com os fiscos, escolha o melhor modelo para o seu CNPJ e mantenha organizado todas suas contas com entradas e saídas, e claro, tenha sempre um bom contador do seu lado.

Entendeu tudo sobre contabilidade para coprodutores e como funciona? Espero que as informações aqui sobre tributações e abertura de CNPJ tenham te ajudado a começar a lidar melhor com a contabilidade da sua empresa, seja ela somente você ou com vários funcionários.

Você não precisa ser um expert em contabilidade, desde que entenda um pouco sobre o caminho que sua empresa quer tomar e tenha contadores qualificados do lado, o céu é o limite para o seu empreendimento.

Veja mais artigos do nosso blog:

Contabilidade para profissionais da saúde

Contabilidade para profissionais da saúde

A contabilidade é um dos setores que mais auxiliam um profissional da saúde a abrir sua clínica. A área da saúde possui uma importância muito grande e os serviços oferecidos por ela são essenciais. Por esse motivo, quando um profissional da área da saúde enfim se forma, ele passa a ter diversas opções para trabalhar. Uma das melhores maneiras é por meio da abertura de uma empresa na área.

Como abrir uma clínica de radiologia

Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo. Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!

A contabilidade para negócios digitais nasceu para suprir as necessidades das novas modalidades empresariais. São várias as maneiras de realizar vendas e serviços atualmente, produtos digitais e cursos online são uma dessas formas. Além disso, é possível abrir lojas virtuais até mesmo sem estoque.

Entretanto, uma das principais questões a ser levada em consideração é a contabilidade. Assim como negócios físicos, os negócios digitais exigem muitas demandas burocráticas desde a parte da abertura do CNPJ até mesmo com o pagamento de impostos.

Para tornar um negócio ainda mais rentável é necessário que se cumpra algumas exigências básicas como ter um CNPJ e possuir nota fiscal. Porém, isso só é possível com o auxílio de uma contabilidade para negócios digitais.

Como funciona a abertura de um negócio digital

A primeira tarefa que um empresário do mundo digital precisa resolver é sobre a abertura do negócio. Manter o negócio apenas como pessoa física prejudica a rentabilidade do empreendimento e aumenta os gastos com taxas.

Além disso, para o recolhimento do INSS e impostos é preciso um planejamento para não pagar mais que o necessário. Um serviço de contabilidade para negócios digitais visa auxiliar o gestor a dar os primeiros passos.

Esses primeiros passos seriam o registro da empresa, a escolha do conjunto de taxas que serão pagas e toda a organização financeira do negócio. Isso será decisivo nos próximos passos da empresa.

Além disso, caso o empreendimento possua funcionário será necessário a realização de cálculos sobre o INSS, seguro saúde, salário e etc.

O contador analisará em conjunto ao gestor a melhor maneira de realizar esses pagamentos e garantir o bem estar financeiro da empresa. Além disso, manterá também o bem estar dos funcionários

Como funciona a abertura de um negócio digital

Como emitir Notas fiscais?

Outro ponto importante a ser levado em consideração tem a ver com a geração de notas fiscais. Empreendedores que desejam alavancar seus negócios precisam primeiro se adequar ao mercado.

Portanto, a primeira coisa a ser feita é estabelecer regras para os clientes e para o negócio. A primeira e mais importante é sobre as notas fiscais. Elas servem para os clientes se sentirem seguros e a empresa registrar de forma adequada tudo que está sendo vendido ou produzido.

O serviço de contabilidade para negócios digitais será a principal maneira de realizar isso. O contador irá fazer todos os cálculos necessários para se obter um CNPJ e uma nota fiscal, Dessa forma, todos os gastos da empresa serão inclusos e será possível realizar um planejamento mais cauteloso.

Quais taxas um negócio digital precisa pagar? 

Assim como negócios físicos, os negócios digitais precisam arcar com os tributos cobrados pelo estado. Todavia esses tributos muitas vezes são altos e os comerciantes acabam desistindo de seus negócios.

Os impostos tendem a ser mais altos em negócios sem registro. O Estado possui alguns benefícios para os negócios com CNPJ, sejam eles físicos ou digitais.

Uma função do serviço de contabilidade para negócios digitais é a adequação a essas taxas. Existem diversos modelos pré estabelecidos para o pagamento dessas taxas;

O contador especializado no serviço digital saberá escolher a melhor forma de pagar esses impostos sem prejudicar a empresa.

Além disso, outro imposto que precisa ser levado em consideração é o imposto de renda. O imposto é cobrado de empresas de formas diferentes do cobrado de pessoas físicas.

O chamado Imposto de Renda de Pessoa Jurídica é um pouco mais simples que o cobrado do cidadão comum. Entretanto o contador será a única pessoa capaz de entender o ganho da empresa e como realizar o pagamento.

Além disso, o serviço de contabilidade irá se adequar também ao INSS. Isso porque, caso sua empresa possua funcionários, ela precisará recolher o imposto também. E essa é mais uma dor de cabeça evitada com o serviço de contabilidade para negócios digitais.

Como uma contabilidade pode ajudar nas finanças do seu negócio digital

Outro ponto que um gestor precisa levar em conta é a respeito das finanças. Manter as contas em dia é a principal maneira de fazer com que um negócio cresça. Todavia, devido a falta de conhecimento de muitos gestores, isso acaba sendo o fim da empresa.

Dessa forma, uma maneira simples de evitar os transtornos causados pelos erros comuns de leigos no assunto o ideal é contratar um serviço de contabilidade para negócios digitais.

Organizar as finanças e os registros da empresa é importante até para evitar possíveis multas aplicadas por isso.

Dessa forma, além de proporcionar crescimento para a empresa, o serviço de contabilidade manterá tudo nos conformes, seguindo tudo de acordo com a lei.

Além disso, esse planejamento será importante para o pagamento adequado dos funcionários. Ademais, a criação de um bom capital de giro será outro relevante atributo que manterá as suas finanças em dia.

Como uma contabilidade pode ajudar nas finanças do seu negócio digital

Contabilidade para negócios digitais serve para criadores de conteúdo?

Uma dúvida recorrente é a respeito da nova modalidade de trabalho que a internet proporcionou. Os criadores de conteúdo digital trabalham inteiramente com a internet, e utilizam dos recursos oferecidos pela rede para divulgar seus trabalhos.

Youtubers, influencers digitais e até mesmo criadores de cursos online são profissionais que criam conteúdos para a rede.

Todavia, por ser algo novo, muitos não entendem o tamanho desse negócio e muito menos sua real importância.

A contabilidade para negócios digitais auxilia não apenas em e-commerces, mas também busca dar suporte para os criadores de conteúdo digital.

Isso possibilita o criador a crescer sua marca e atingir novas pessoas. Além disso, aumenta as chances de trabalhos associados a empresas que desejam divulgar produtos.

Isso porque, o contador irá indicar os principais caminhos que o criador deverá seguir a fim de evoluir seu negócio.

Seja um canal no Youtube, um blog ou até mesmo um perfil no Instagram, tudo é negócio. Por isso, para evitar pagar impostos altíssimos ou perder o negócio por conta de má administração, a melhor forma é com os conhecimentos de um contador.

Apenas ele saberá ao certo o que deve ser feito para planejar, de forma adequada todos os passos que a empresa deve seguir. E mesmo que com apenas uma pessoa, se fornece serviço e gera dinheiro é considerado uma empresa.

Contabilidade para negócios digitais serve para Marketing de afiliados?

Outro ramo que vem crescendo substancialmente nos últimos anos é o do marketing de afiliados. De forma simples, o marketing de afiliados funciona como uma loja. Os infoprodutores realizam a criação de algum produto e os afiliados ficam com a função de vender esses produtos.

Esses infoprodutos, como são chamados, podem ser um livro digital, um curso ou até mesmo uma palestra.

Todavia, os afiliados se tornam empreendedores também, já que todo seu rendimento vem de seu próprio esforço, porém, os sites como por exemplo o Hotmart não permitem que afiliados sem CNPJ saquem mais de R$1900 reais ao mês.

Uma maneira de resolver o problema é com a contabilidade para negócios digitais. Assim como empreendedores autônomos físicos podem ter uma CNPJ e fornecer nota fiscal e o suporte necessário que o afiliado e o  produtor do conteúdo precisa para evoluir cada vez no ramo digital

Contabilidade para negócios digitais serve para Marketing de afiliados?

O que esperar do suporte de uma contabilidade para negócio digital?

O serviço de contabilidade tem como principal objetivo suprir as demandas dos clientes. Dessa forma o serviço oferece todo o planejamento inicial, como impostos mais baixos e auxílio na hora de registrar o negócio. Além disso, como mencionado acima, auxilia também na questão sobre as notas fiscais.

Além disso, outra forma de auxílio e suporte oferecidos pelo serviço de contabilidade para negócios digitais tem a ver com as formas de pagamento. Definir a melhor opção será decisivo para um empreendimento bem sucedido.

Todavia, para chegar a essa decisão é bom ter consigo uma equipe especialista em contabilidade para negócios virtuais. Isso porque negócios virtuais diferem um pouco dos habituais, e os métodos tradicionais podem não render tanto lucro.

O serviço do contador irá analisar tudo isso, e repassar o que deve ser feito para manter a saúde financeira do negócio em dia.

Contabilidade para negócios digitais irá gerar relatórios mensais

Outro benefício muito importante que um serviço de contabilidade promove para o gestor são os relatórios.

Nesses relatórios, todos os gastos e ganhos da empresa estarão inclusos. Isso servirá para o gestor compreender mais a fundo seu negócio. Além disso, poderá por meio desses relatórios entender o que a empresa pode melhorar.

O serviço de contabilidade será o principal responsável por auxiliar a empresa nas questões financeiras. Essas questões são as principais responsáveis por dizer se um negócio vai bem ou não.

Além disso, permitir o auxílio de profissionais de contabilidade para negócios virtuais serve também para o aumento da produção.

Pense em quanto tempo e energia você gastaria para planejar, de forma exata, toda a parte de finanças da sua empresa.

Dessa forma, contratando contadores que entendam o nicho que você trabalha, você terá mais tempo para fazer o que de fato faz. Isso será a principal maneira de crescer e ganhar ainda mais.

Tudo isso é muito importante para sua empresa, pois evita a perda mais preciosa que se pode ter: o tempo.

O papel do contador no seu negócio digital

O contador será seu parceiro nas decisões mais importantes da empresa, e evitará sua preocupação com questões de finanças.

Outros benefícios são uma maior tranquilidade nas decisões, menos erros nos cálculos e mais clientes.

Mais clientes e mais clientes fiéis, pois um negócio bem estruturado tende a tratar melhor seus clientes, e com a segurança que o CNPJ trás, tudo fica melhor.

Dessa forma, caso seu nicho de trabalho seja virtual, busque uma empresa de contabilidade para negócios digitais, que irá te auxiliar nas principais decisões, desde o início da abertura da empresa.

Veja mais artigos do nosso blog:

Por que minha empresa não cresce? Conheça 3 motivos principais

Por que minha empresa não cresce? Conheça 3 motivos principais

Todo empreendedor já experimentou a sensação de não saber para onde a empresa está indo, de que tudo está fora de controle, estagnou e não há muito o que fazer para sair dali. Em geral, assim que essa fase chega, a primeira reação é sempre apontar os culpados mais comuns: a economia, os clientes, a equipe, a maré baixa, ou qualquer outro fator externo. Grande parte desses empreendedores não acredita no processo de crescimento de uma empresa.

Entenda o que é BPO (Business Process Outsourcing)

Entenda o que é BPO (Business Process Outsourcing)

Assim que uma empresa cresce, surgem novas preocupações e demandas. Logo as novas dimensões começam a exigir novos profissionais, como contadores, gerentes financeiros, diretores de marketing, dentre outros. Ou ainda, o crescimento da carteira de clientes significa novos desafios e novas exigências de especialização. O problema, naturalmente, é que trazer mais pessoas significa mais contratos e mais tempo gasto em processos seletivos. Foi para resolver problemas desse tipo que nasceu o chamado BPO (Business Process Outsourcing)

Aprenda a gerar vendas recorrentes para sua loja

Aprenda a gerar vendas recorrentes para sua loja

Para fazer vendas recorrentes, contudo, não é necessário que você tenha um serviço de assinaturas. Há diversas formas de assegurar vendas recorrentes utilizando de algumas estratégias para fazer com que o seu cliente retorne a sua loja diversas vezes e por diferentes motivos. Sabe aquela estratégia do mecânico que oferece uma manutenção e troca de óleo por um valor baixo, mas quando você faz o serviço, ele dá uma olhada no seu carro e fala: “olha, já que nós fizemos a manutenção, seria importante também a gente trocar uma peça X ou Y”. Ali, pode até ser que o mecânico não saiba, mas ele acaba de criar uma pequena recorrência.

A contratação de um novo funcionário na empresa é uma decisão muito importante que deve ser realizada com muita atenção. 

Após avaliar o candidato no processo seletivo, e sua classificação como profissional, chegou a hora dos trâmites legais.

Como contratar funcionários? Entenda todo o processo

Como contratar um funcionário: passo-a-passo

Seguindo sempre a Legislação vigente, evitaremos que a empresa corra o risco de ações trabalhistas. Segue alguns pontos importantes, que deverão ser considerados:

1) Análise dos documentos: 

Assim que o candidato for aprovado é necessário recolher toda documentação para dar andamento no registro CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), os principais documentos necessários são:

–      ASO (Atestado de Saúde Ocupacional);

–      Grau de Escolaridade;

–      Comprovante Endereço;

–      RG, CPF, CNH

–      Certidão Nascimento ou Casamento;

–      Certidão Nascimento dos Dependentes (quando houver);

–      Número do PIS.

É muito importante considerar a nova Lei LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais).

2) Formalização do registro na CTPS: 

Para a validação do registro seguindo as normas da CLT, é fundamental que seja informado para os órgãos competentes através do E-social e da CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social) Digital.

3) Assinatura dos contratos: 

Após a formalização do cadastro na CTPS, se faz necessário a assinatura do (a) colaborador (a) nos documentos físicos.

Cuidados necessários ao contratar um funcionário

Pensando em evitar qualquer problema, até mesmo uma ação trabalhista, é de extrema importância considerar os seguintes pontos:

– Piso salarial;

– Jornada de trabalho;

– Pagamento das horas extras realizadas;

– Benefícios obrigatórios (estabelecidos pelo sindicato);

– Controle de ponto;

– Pagamento de férias e 13° salário;

– Recolhimento das guias mensais (FGTS/DARF INSS).

Ficou com alguma dúvida em relação ao processo? Clique aqui e entre em contato conosco!

Descubra neste vídeo como selecionar um bom funcionário para a sua empresa:

Veja mais artigos do nosso blog:

Como contratar funcionários? Entenda todo o processo

Como contratar funcionários? Entenda todo o processo

A contratação de um novo funcionário na empresa é uma decisão muito importante que deve ser realizada com muita atenção.  Após avaliar o candidato no processo seletivo, e sua classificação como profissional, chegou a hora dos trâmites legais.

Como motivar os colaboradores: conheça os principais mitos e verdades

Como motivar os colaboradores: conheça os principais mitos e verdades

Todo empreendedor alguma vez já se deparou com esta dúvida: como motivar meus colaboradores? O que fazer para que eles estejam sempre dispostos e empolgados com o trabalho? tentamos diversas técnicas: elogios, aumento de salário, desempenhar outras funções, mas, muitas vezes, nada disso funciona de uma maneira definitiva.

8 sinais de que chegou a hora de contratar mais pessoas

8 sinais de que chegou a hora de contratar mais pessoas

Contratar mais pessoas é uma decisão que todo empreendedor prefere adiar o máximo possível. Infelizmente, é muito comum encontrarmos pessoas que preferem “economizar” a ter que trazer mais pessoas para a equipe. Esse tipo de decisão acaba tendo consequências desastrosas. Por vezes, a empresa não consegue crescer como deveria, não consegue atender todos os seus clientes, ou não consegue se expandir em todas as direções que lhe é possível.