O que considerar para evitar contratar maus funcionários

Antes de se contratar um funcionário, há sempre uma dúvida geral que persegue a todo e qualquer contratante: como saber se estou diante de um mau funcionário? Como saber se essa pessoa se comportará bem dentro da minha empresa? Todos sabemos que um mau funcionário é dor de cabeça na certa. Há quem acredite que não há bola de cristal capaz de prever se alguém  dará certo ou não numa empresa. Porém, a coisa não é tão simples assim.

É verdade que não há bolas de cristal, mas é sempre possível analisar alguns indicativos importantes antes de contratar um funcionário e saber que tipo de comportamento ele terá dentro da empresa. Confere, portanto, alguns desses indicativos:

Temperamento e postura profissional

De todos os funcionários que podem ser considerados ruins, os mais difíceis de lidar são aqueles que não têm qualquer postura profissional. Sabe aquele funcionário que trata de conversas indevidas no local de trabalho, que causa discórdia, e que tem comportamento desagradável na frente dos clientes?

Esse é o tipo de funcionário que você deve evitar a qualquer custo. Até mesmo se ele for produtivo. Isso porque ele causará inúmeras desavenças e desconfortos para o ambiente de trabalho. E não há nada mais danoso a uma empresa que um ambiente de trabalho hostil e desagradável.

Funcionários sem postura causam problemas para todos ao redor. É a velha história da maçã podre capaz de apodrecer todas ao redor. Além disso, lembre-se que todo funcionário seu é um espelho da sua empresa. Se há um tratamento desagradável por parte de um único atendente, o cliente criará a percepção de que a sua empresa é desagradável.

Portanto, vale sempre buscar informações sobre o temperamento e a postura daquela pessoa dentro das empresas nas quais trabalhou. Se ele é conhecido por se irritar fácil, por causar desavenças e agir de maneira inadequada, não hesite em decidir por não contratar.

Experiência profissional e qualidade do trabalho

Um segundo fator importante é saber das experiências prévias daquela pessoa. Isso envolve saber não apenas onde e por quanto tempo o candidato trabalhou, mas também saber as razões que o levou a sair. Maus funcionários estão sempre saltando de emprego em emprego, sem qualquer disposição para a estabilidade e comprometimento dentro de uma empresa.

Claro, há as pessoas que mudam de emprego por buscar ambientes melhores e com maior possibilidade de ascensão. Porém, se você perceber que isso não é o caso, então é bastante provável que esteja diante de alguém que se comportará mau dentro da sua empresa.

As experiências profissionais de um candidato devem refletir a qualidade do trabalho feita por ele. Esse também deve ser um fator que você deve buscar se informar ao máximo, isto é, qual a qualidade do trabalho feita por ele? Que marca ele deixou nas empresas que trabalhou? Aqui há um ponto fundamental a ser considerado: bons funcionários sempre serão elogiados, bons funcionários sempre deixam boas lembranças.

Comprometimento

Há ainda um terceiro fator a ser considerado junto ao fator anterior, isto é, saber que tipo de comprometimento aquele funcionário teve nas empresas trabalhadas. Saber que tipo de cargos ocupou e como foi o seu desempenho nesses cargos. Funcionários comprometidos conquistam coisas além do que lhe é exigido. Portanto, é importante buscar saber se o funcionário realizou outras metas e atividades além daquelas exigidas pelo seu cargo.

Funcionário

Histórico dos contratantes anteriores

Infelizmente, esse é um fator frequentemente ignorado. Porém, o histórico dos contratantes anteriores diz tudo sobre um candidato. A razão disso é o fato de que somente más empresas contratam maus funcionários. Um bom funcionário não consegue performa e resistir a um ambiente de trabalho ruim e desajustado.

Por isso, se você sabe que aquela empresa tem um histórico de contratar funcionários ruins e sem comprometimento, então vale ter uma atenção dobrada com o candidato que está diante de você.

Atentar para esses fatores não te dará uma bola de cristal, mas certamente te ajudará a escolher bons candidatos e tomar uma decisão muito mais consciente na hora de contratar alguém.

Não deixe de ver nosso vídeo também!

Veja mais artigos do nosso blog

O que considerar para evitar contratar maus funcionários

Quais colaboradores selecionar para um treinamento?

Falamos especificamente de como investir em treinamento de uma maneira inteligente, em que se utiliza pouco para retirar o máximo de proveito daquele investimento. Mesmo assim, ainda há uma dúvida natural que vocês podem estar se perguntando: Como escolher o colaborador correto para um treinamento? Quais indicativos devo prestar atenção? Por isso, neste artigo comentaremos alguns indicativos fundamentais para que você saiba exatamente qual colaborador selecionar para um treinamento, além de saber que tipo de treinamento deve ser utilizado.

O que considerar para evitar contratar maus funcionários

5 razões para investir no treinamento dos colaboradores

Você é daqueles empreendedores que está sempre repetindo que investir em treinamento é um gasto desnecessário para a empresa e que não vale a pena perder tempo treinando os colaboradores? Lembre-se que se ninguém está em um processo de evolução, de aprender mais, se dedicar mais, e querer mais, a empresa estagna. Rapidamente ela atinge o seu limite de crescimento e precisará de bastante esforço para sair dali.

O que considerar para evitar contratar maus funcionários

5 dicas de como melhorar liderança e promover a independência dos colaboradores

Todo líder ou gestor alguma vez já viveu o drama de nunca conseguir se desligar da empresa porque percebe que basta se ausentar para que as coisas acabem desandando e logo tenha que intervir para que tudo volte ao rumo correto. O resultado disso é sempre desastroso: todas as decisões de todos os processos acabam tendo que ser tomadas por quem está no topo da cadeia de comando, algo que só gera improdutividade e uma imensa carga de trabalho nas costas do líder.

Conheça nossos serviços:

Contabilidade para Youtubers

Nossa Contabilidade para Youtubers é focada em gerar o menor trabalho possível para o produtor de conteúdo, deixando você livre para focar no que mais importa: produzir seus conteúdos!

Saiba Mais

Contabilidade para MEI

Ganhe destaque com seu Microempreendimento por meio de um CNPJ. Evite dores de cabeça e contrate a nosssa contabilidade especializada para MEI. Estaremos lado a lado para ajudar no crescimento do seu negócio.

Saiba Mais

Contabilidade para Prestadores de Serviços

Você teve a oferta ideal para trabalhar naquela empresa que tanto queria. Mas te pedem abrir uma PJ e você não sabe por onde começar. Deixe a burocracia com a Conta Junto e usufrua do seu novo trabalho.

Saiba Mais

Contabilidade para Empresas de TI

Você respira tecnologia e sua contabilidade ainda é no papel? Aqui na Conta Junto somos especialistas em atender às demandas digitais. Foque apenas nos códigos e deixe a parte burocrática conosco.

Saiba Mais

Contabilidade para Advogados

Em muitos casos, é bem provável que o(a) Doutor(a) esteja pagando mais impostos do que deveria. Por isso é necessário ter uma contabilidade especializada no seu segmento. Nós da Conta Junto somos já ajudamos nossos clientes a economizarem até 83% com impostos.

Saiba Mais

Contabilidade para Infoprodutores e Afiliados

Se preocupe apenas em alavancar ainda mais suas vendas e produzir conteúdos. A parte burocrática deixe com a gente.

Saiba Mais

Chamar no WhatsApp