6 dicas importantes para todo MEI

6 dicas importantes para todo MEI

A passagem da informalidade para MEI representa um grande passo para todo dono de negócio. Porém, muitas pessoas esquecem que esse é um passo que traz novas obrigações e responsabilidades. Assim que iniciam o MEI, frequentemente elas ignoram os novos hábitos necessários para a manutenção da sua conta MEI, e por isso acabam perdendo muitos dos benefícios que são assegurados.

Por isso, neste texto apresentamos seis dicas essenciais para que você se mantenha em dia com o seu cadastro MEI e não acabe perdendo o direito aos vários benefícios tão importantes para os empreendedores. Segue e confere:

1- Tenha atenção com a guia DAS

Nossa primeira dica é jamais esquecer de pagar as guias DAS. Todo MEI deve pagar uma quantia mensal referente aos impostos obrigatórios para pequenas empresas. Embora o valor seja reduzido e irrisório para muitos, é importante que você jamais fique sem pagá-lo. A razão disso é que manter o pagamento do DAS em dia é uma das condições necessárias para que você consiga obter todos os benefícios de ser MEI.

2 – Trabalhe o seu crédito PJ

Abra uma conta bancária PJ e procure trabalhar a linha de crédito da sua empresa. Lembre-se que um bom crédito é sempre algo bem-vindo para sua empresa. Não apenas para quitar dívidas nos momentos de dificuldades, mas sobretudo para que você consiga financiar a própria expansão da sua empresa. Com isso não quero dizer que você deva fazer empréstimos e mais empréstimos. Quero dizer apenas que é necessário ter essa possibilidade para os momentos de dificuldade.

3 – Utilize a nota fiscal

Nossa terceira dica é lembrar de emitir nota fiscal sempre que prestar serviço à pessoas jurídicas. A emissão de nota fiscal para pessoas físicas não é uma obrigatoriedade do MEI. Contudo, o mesmo não se aplica à pessoas jurídicas. Por isso, esteja sempre atento com isso e guarde todas suas notas fiscais de compra e venda por pelo menos 5 anos. A utilização das notas fiscais será essencial para o passo seguinte:

4 – Tenha atenção com o relatório mensal de receitas

Tenha atenção com o controle das entradas e saídas do seu caixa. Toda receita gerada pelo MEI deve ser registrada no Relatório Mensal de Receitas. O ideal é que, até o dia 20 de cada mês, o MEI preencha o documento com as receitas brutas do mês anterior junto das notas fiscais de compra de produtos e contratação de outros serviços, bem como as notas fiscais emitidas. Portanto, se no mês anterior você teve que comprar um equipamento novo, ou até mesmo contratar algum serviço de manutenção, guarde as notas fiscais e não esqueça de anexar no seu Relatório Mensal de Receitas. A atenção com o relatório mensal de receitas é importante também para o próximo passo:

5 – Tenha atenção com a entrega da Declaração Anual do Faturamento do Simples Nacional (DASN – SIMEI)

A entrega da Declaração Anual do Faturamento do Simples Nacional é obrigatório para todo MEI. A função do documento é prestar contas sobre todo o valor recebido pelo empreendedor ao longo do último ano. Portanto, esteja sempre de olho no período de envio da Declaração Anual e vá preparando os documentos necessários.

6 – Tenha atenção com o contrato do seu colaborador

Nossa última dica é uma das coisas também muito ignoradas por muitos MEIs. Apesar do MEI permitir o contrato de apenas um colaborador, isso não significa que você possa negligenciar os direitos trabalhistas do seu colaborador. Por isso, lembre-se de preencher os documentos necessários para a previdência social e o Guia do FGTS. Para fazer o processo com maior segurança, busque a ajuda de um contador.

De um modo geral, ter atenção com essas dicas com certeza fará com que você mantenha a manutenção da sua conta MEI. Com isso, os benefícios assegurados para todo MEI estarão assegurados e você poderá contar com eles nos momentos dificuldades.

Está tendo alguma dificuldade  com a manutenção da sua conta MEI? Clique aqui e fale conosco!

Veja mais artigos do nosso blog:

Conheça nossos serviços:

plugins premium WordPress