Como abrir uma clínica de radiologia

Você com certeza já foi a uma clínica de radiologia, não é? Mas já lhe ocorreu abrir uma? Empreender nessa área pode ser bem lucrativo.

Isso se deve a um bom potencial para se explorar no mercado. São exames úteis para diagnosticar eventuais doenças, principalmente na odontologia.

A variedade destes exames é alta. Além da radiografia, pode se fazer mamografia, ultrassom, entre outros.

Sem falar do ramo profissional onde as atividades estão. Por mais difíceis que sejam as condições de alguns, saúde não é algo negligenciado. Até porque é uma das mais básicas necessidades do ser humano.

Há também práticas inteligentes que buscam reduzir despesas no negócio. Algumas vezes, isso ocorre na forma de parcerias. Costuma-se até ter parceiros de outros ramos profissionais.

Parece bastante atrativo. No entanto, existem certas questões vitais ao empreendimento para serem consideradas. Itens como localização, espaço e formação dos profissionais são relevantes para notar.

Algumas dessas exigências para a clínica de radiologia estão ligadas à segurança dos clientes. Servem para controlar a radiação emitida nos exames.

Outras já têm a ver com rentabilidade. Como é um negócio, é importante ter pessoas competentes e qualificadas no quadro de colaboradores. Mais adiante, isso significa mais recomendações, o que trará novos clientes.

A atenção ao nível de concorrência também é um ponto relevante. Em condições normais, os médicos percebem a atratividade do negócio. Porém, na pandemia da COVID, aumentou ainda mais.

Isso se deve aos exames pulmonares dos infectados. É um meio de ver o dano causado pelo coronavírus e escolher o melhor tratamento.

Porém, fazer a clínica de radiologia funcionar está longe de ser algo inalcançável, não se preocupe. Nesse artigo, você vai ter as respostas necessárias para as questões referentes ao negócio. Então, vamos lá!

Como abrir uma clínica de radiologia
Como abrir uma clínica de radiologia

Quanto custa para abrir uma clínica de radiologia

Costuma-se haver variações de custos de local para local. Isso se deve às variações de legislação em cada cidade ou Estado. Além disso, a quantidade de equipamentos e a formação dos profissionais também influenciam.

Outro ponto possível para interferência nos custos é a análise de mercado. Dependendo de qual for o resultado da mesma, pode haver ainda mais serviços oferecidos. As necessidades do mercado mudam de tempos em tempos, bem como de local para local.

Pensando justamente em atrair clientes, o marketing não pode faltar. Posts em redes sociais, além de um site com SEO são úteis na divulgação. Email marketing é mais uma boa alternativa. Tudo isso, claro, precisa estar de acordo com o Código de Ética Médica.

Também vale saber se o imóvel onde será a clínica de radiologia é próprio ou alugado. As despesas a serem pagas são diferentes em cada situação, incluindo impostos.

Existe a opção de construir do zero, o que também altera custos. Caso seja a escolha, o projeto da obra deve ser aprovado pelos órgãos competentes.

Nas instalações físicas, será necessário mobiliar o espaço. Nele, haverá objetos para guardar, principalmente aparelhos eletrônicos e documentos. Então, móveis como mesas, cadeiras, armários e estantes se tornam essenciais.

Embora sejam gastos mensais, as contas devem entrar na planilha. Para manter a clínica de radiologia em funcionamento, alguns serviços não podem faltar. Contas como de água, luz, telefone e internet devem estar em dia, pensando no conforto dos pacientes.

Por fim, se deve considerar os impostos. Empresas pagam tributos ligados tanto às instalações quanto ao funcionamento. Alguns deles são IPTU, IRPJ e CSSL.

Se você quer um diagnóstico completo de todos os impostos que estão envolvidos, e sobre os custos, agende agora um diagnóstico com nosso contador, 100% gratuito:

O que precisa para abrir uma clínica de radiologia

É necessário que o responsável técnico pela clínica de radiologia seja um profissional da saúde. O médico deve ser registrado no CRM (Conselho Regional de Medicina). Caso seja dentista, o registro é no CRO (Conselho Regional de Odontologia).

Vale lembrar que a exigência é apenas para o responsável técnico. O empreendedor está livre de se registar em ambos os conselhos.

Outro ponto importante é a documentação. Os alvarás de funcionamento, bem como um CNPJ são essenciais para o negócio.

Ainda relacionado à legislação e segurança, a clínica de radiologia deve estar atenta às instalações. Há protocolos a seguir quanto às doses de radiação ionizante emitidas. Seu endereço também deve ser aprovado pelas autoridades sanitárias locais.

Já ligado à gestão, são bem úteis as análises de mercado. Ver a demanda por exames na região, bem como os preços praticados pode facilitar.

Também relacionado a este tema, tem a listagem de equipamentos. Eles podem variar de acordo com os serviços oferecidos.

Alguns exemplos:

1. Aventais de chumbo

2. Equipamentos de raio-x

3. Vidros para raio-x

4. Chassis radiológicos

5. Luz vermelha para câmara escura

6. Venezianas para câmara escura

7. Tomógrafos

8. Portas e biombos de chumbo

9. Equipamentos de ressonância magnética

10. Sinaleiros luminosos

Além das variações, considere outros pontos ligados à infraestrutura. Como há banheiros, recepção e sala de espera, deve-se equipar também estes espaços.

O controle financeiro é essencial. Como já visto antes, são valores bem altos para colocar tudo funcionando. Portanto, será muito importante anotar o fluxo de caixa, atentando a tudo que entra e sai.

Por fim, temos as parcerias. Elas se dão através da telerradiologia. Consiste em laudar exames à distância na empresa parceira.

Nela, é possível enviar exames e laudos de forma digital. A prática ajuda tanto em reduzir custos quanto em complementar carências.

Qual CNAE utilizar para abrir uma clínica de radiologia

Antes de mais nada, é importante falar sobre o CNAE. Trata-se de uma sigla para Classificação Nacional de Atividades Econômicas. Ele é formado por 7 dígitos. Sua finalidade é classificar quais atividades as empresas realizam.

Além disso, ele define quais impostos as empresas pagam, bem como seus valores. O CNAE vem embutido no CNPJ da empresa.

As empresas podem ter mais de um CNAE. No entanto, somente um será definido como o principal.

No caso de uma clínica de radiologia, o CNAE apropriado é o 8640-2/05. É um número que se enquadra na categoria Serviços de diagnóstico por imagem com uso de radiação ionizante, exceto tomografia.

Todas essas informações precisam estar no contrato social da clínica de radiologia.

Caso precise de ajuda para ver qual é o melhor caminho e todos os cnaes necessários, agende um diangóstico com nosso contador:

Contabilidade para clínica de radiologia vale a pena?

As empresas brasileiras se enquadram em alguns tributos. Além disso, a legislação é instável. Nela, a qualquer momento podem surgir novos tributos.

Os profissionais desta área são respaldados por leis trabalhistas. Portanto, a clínica de radiologia paga benefícios como horas extras, férias e décimo terceiro.

Profissionais de contabilidade são as melhores pessoas para cumprir essas tarefas. Porém, há cuidados para o responsável pela clínica de radiologia tomar. Saber precificar os serviços e escolher boas empresas parceiras são exemplos.

Entretanto, vale a pena sim ter contabilidade na clínica de radiologia. Inclusive, algumas agências são especializadas na gestão de clínicas. Portanto, ter um contador no empreendimento abre portas.

Eles ainda podem fazer a clínica de radiologia pagar menos impostos. A escolha do regime tributário correto permite isso. A seguir, conheça os existentes.

Simples Nacional

É um regime comum em micro e pequenas empresas. Para facilitar a tributação, ele é caracterizado por cobrar impostos de modo unificado. O documento para isso é chamado DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Sua alíquota varia conforme dois quesitos: O setor e o faturamento da empresa.

Lucro Presumido

O regime tem esse nome pois nele há uma margem pré-fixada para pagamento. O mecanismo busca simplificar a cobrança. Assim, o pagamento é feito conforme a margem pré fixada. Portanto, não há generalização.

Os dois impostos onde ocorre são o Imposto de Renda e a Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido.

Lucro Real

No Lucro Real os impostos são de acordo com a receita bruta. Uma vantagem é a tributação aumentar ou diminuir conforme o lucro. Outro benefício é a possibilidade de não pagamento caso haja prejuízos.

Obrigatoriamente, algumas empresas adotam o Lucro Real. Empresas com lucros acima de R$78 mil, com atividades no exterior e bancos adotam o sistema.

Não precisa perder tempo pensando nisso agora, na nossa reunião de diagnóstico vou mostrar o melhor caminho, clique aqui para agendar.

Contabilidade para clínica de radiologia vale a pena?

Como aumentar o faturamento de uma clínica de radiologia

Nesta área, não faltam dicas. Como dito anteriormente, os negócios  nela são bem promissores.

Uma é saber quais métodos de pagamento se usam geralmente. Dependendo do local, o dinheiro ainda é mais usado que os boletos e os cartões.

Planejamento financeiro é outro ponto positivo. Através dele, é possível controlar recursos e evitar desperdícios. Isso também pode ser feito enxugando gastos, deixando só o essencial.

Outra forma de se fazer esse controle é separar os gastos fixos e os gastos variáveis. Despesas mensais como salários e conta de luz são gastos fixos. Já as esporádicas, principalmente as ligadas a imprevistos, são variáveis.

Por falar em imprevistos, é importante estar ligado quando tiver. Pode haver necessidade de reformas ou de manutenção de equipamentos. Outra possibilidade é uma crise econômica, já que a economia é variável. Portanto, pense em mecanismos para manter as atividades nesses casos.

Ainda no planejamento, pode-se pensar em poupança. A pandemia da COVID mostra o quanto importa ter reserva de emergência.

Uma glosa é exemplo de perda comum. Trata-se da falta ou retenção de pagamento por causa de má comunicação com operadoras. Portanto, pode ser evitada com boa checagem de informações.

Empreendimentos rentáveis usam bem as tecnologias. Softwares específicos para gerir clínicas são exemplos. Costumam funcionar como agendas, registrando o fluxo de atividades. Têm planos financeiramente acessíveis, alguns inferiores a R$100.

Outros programas digitais são úteis. Tais meios ajudam a economizar com papéis, canetas e cartuchos. Além, é claro, de preservar a natureza.

Negócios devem pensar em fidelização. Resolver problemas do cliente dentro do alcance dos serviços é bom. Isso faz com que ele queira permanecer.

Adotar estratégias de marketing é essencial. Costuma gerar conexões com clientes. Portanto, pense em táticas de divulgação, inclusive em redes sociais.

Veja como usar as redes socias a favor da sua empresa: Como aumentar a presença digital da sua empresa.

Se você não quer perder tempo com a parte burocrática, agende agora um diagnóstico com nosso contador:

Veja mais artigos do nosso blog:

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Descubra todos os custos que afetam o preço de um produto

Definir preço é uma dessas tarefas que todo empreendedor acha difícil e logo perde a paciência em querer aprender. Porém, a realidade é que encontrar o preço correto para um produto é bastante fácil, mas depende de que se conheça todos os custos que afetam o preço do produto.

Contabilidade para clínica veterinária

Contabilidade para clínica veterinária

Saiba tudo sobre a contabilidade para clínica veterinária. Um dos setores que mais estão crescendo é o setor veterinário. Pois, assim como a saúde humana, a saúde de nossos amigos de 4 patas se tornou importante também. Por esse motivo, muitos estão abrindo clínicas veterinárias para prestar esse suporte aos animais.

Contabilidade para social media: como funciona?

Contabilidade para social media: como funciona?

Já ouviu falar na contabilidade para social media? A profissão de social media está entre as que mais crescem no mercado de marketing digital. Apesar de ser uma área nova, ela já oferece salários bons, com uma maior liberdade de trabalho e de realização. Você aprenderá como funciona a contabilidade para esse tipo de profissional, quais os benefícios de uma assessoria contábil, o CNAE correto para o social media, e muito mais!