Como abrir uma empresa individual?

Se você deseja abrir uma empresa sozinho, provavelmente já se perguntou: “que tipo de empresa posso abrir sozinho?” e “como abrir uma empresa individual?”.

Outra dúvida bastante comum é se empresa individual pode ser optante pelo Simples Nacional.

Para esclarecer essas e outras dúvidas que chegam até nós todos os dias, fizemos esse artigo: “Como abrir uma empresa Individual”.

No Brasil existem hoje dois tipos de empresa, quanto à natureza jurídica, que podem ser abertas de forma individual, sem sócios, são elas:

– EI – Empresário Individual

– EIRELI – Empresa Individual de Responsabilidade Limitada

Veja as principais diferenças entre elas, as vantagens e desvantagens; e a seguir como abrir uma empresa individual, seja EIRELI ou Empresário Individual.

O que é Empresário Individual

O Empresário Individual é aquele que exerce profissionalmente atividade econômica organizada para a produção de bens, comércio de mercadorias ou prestação de serviços.

A pessoa física que passa a exercer uma atividade como Empresário Individual, embora constitua uma empresa para tal, com CNPJ, tudo certinho, não possui personalidade jurídica própria e distinta da pessoa física.

Sendo assim, o Empresário Individual e o seu titular; são uma única pessoa, com um único patrimônio e uma única responsabilidade patrimonial perante a lei.

Em resumo: o empresário vai responder com seus próprios bens pelas dívidas da empresa.

O que é EIRELI ?

A EIRELI como o próprio nome já diz, trata-se de uma Empresa Individual de Responsabilidade Limitada. Isso significa que é uma empresa constituída de uma única pessoa: o titular; e que a responsabilidade do titular com a empresa é limitada ao valor do capital social.

Logo, o titular da EIRELI não responde com seus bens pessoais pelas dívidas da empresa. Porém, para abrir uma EIRELI é necessário integralizar um Capital Social de no mínimo cem vezes o valor do salário mínimo vigente.

Empresário Individual x Eireli: Vantagens e Desvantagens

Em suma, a grande vantagem da EIRELI é a separação dos bens do titular e da empresa. E, a desvantagem é a necessidade de integralização do valor mínimo de capital social.

Enquanto a vantagem do Empresário Individual, é que não há necessidade de integralização de um valor mínimo de capital social; porém o empresário irá responder com seus próprios bens pelas dívidas da empresa.

Dica eQuality: Para algumas empresas, por exemplo, empresa com atividade regulamentada, cujo valor de inscrição no Conselho Regional é variável de acordo com o Capital Social, pode custar ainda mais caro ser uma EIRELI.

Por isso, antes de abrir a empresa, consulte um especialista para ter certeza do tipo de empresa que melhor se aplica ao seu caso.  Entre em contato conosco agora mesmo.

Como abrir empresa individual no estado de São Paulo – Passo a Passo

Passo 1: Reunião com a Assessoria Contábil

O primeiro passo é fazer uma reunião com o contador para identificar a natureza jurídica da empresa, o melhor regime tributário, quais as atividades econômicas (CNAE) da empresa, entre outros assuntos.

Lembrando que, com exceção do MEI, a assessoria de um contador é obrigatória na abertura de qualquer empresa no Brasil; porém, muito além da obrigatoriedade, o contador é o profissional capacitado para dar todo o suporte que o empresário necessita nesse momento. Aqui na Conta Junto, nossa experiência tem ajudado centenas de empreendedores nesse momento tão importante.

Passo 2: Busca de Nome e Consulta Prévia

A busca de nome e a consulta prévia são realizadas antes da abertura da empresa.

A busca de nome tem a finalidade de verificar se o nome escolhido para a empresa está disponível; e a consulta prévia tem a finalidade de verificar se o conselho de urbanismo permite que a empresa seja aberta no endereço escolhido e quais licenças serão necessárias.

Passo 3: Ato Constitutivo e CNPJ

Será feito o registro do Ato Constitutivo (EIRELI) ou Requerimento de Empresário (Empresário Individual) e o cadastro no CNPJ.

Em alguns casos será necessário que o empresário tenha Certificado Digital nessa etapa.

Caso a empresa tenha atividade de indústria ou comércio, nesse passo será feita também a Inscrição Estadual.

Enquadramento de ME ou EPP:

Juntamente com o registro do Ato Constitutivo ou Requerimento de Empresário, é possível fazer o enquadramento de ME – Microempresa ou EPP – Empresa de Pequeno Porte para empresas que pretendem faturar, por ano até:

– R$ 360 mil para ME;

– R$ 4,8 milhões para EPP;

Passo 4: Alvará, Licenças e Certificados

Dependendo do tipo de empresa, serão necessárias algumas licenças especiais como: Licença Sanitária, Licença Ambiental, Certificado do Corpo de Bombeiros, entre outros. Essas licenças são necessárias para obtenção do Alvará que é emitido pela prefeitura municipal.

Para fins didáticos as licenças foram inseridas aqui no “Passo 4”, porém a ordem vai depender do município onde a empresa está localizada, em algumas cidades pode ser necessário obter as licenças antes do CNPJ, em outras depois.

Passo 5: Regime Tributário

Após finalizada a constituição, é hora de escolher o Regime Tributário mais vantajoso para a empresa; nessa fase mais uma vez a experiência do contador é de suma importância para fazer uma perspectiva do futuro da empresa e orientar qual regime escolher.

Empresa individual pode optar pelo Simples Nacional

Ser Empresário Individual ou EIRELI não é impedimento para optar pelo Simples Nacional, a permissão para optar pelo Simples vai depender da atividade que a empresa vai exercer, entre outros fartores.

Mas é preciso verificar se valerá a pena optar pelo Simples Nacional.

Caso queira entender melhor como funciona o Simples Nacional e Como Calcular o Imposto do Simples Nacional, veja neste post.

E o MEI

– Microempreendedor Individual?

O MEI quanto a sua natureza jurídica é um Empresário Individual. Porém no caso do MEI, a empresa já é aberta e enquadrada em regime tributário específico.

O limite de faturamento do MEI é de R$ 81 mil/ano, o cadastro do CNPJ pode ser feito diretamente no Portal do Empreendedor e o Alvará e demais licenças segue as regras de cada município.

Veja nossos vídeos explicativos:

Conheça nossos serviços:

Contabilidade para MEI

Ganhe destaque com seu Microempreendimento por meio de um CNPJ. Evite dores de cabeça e contrate a nosssa contabilidade especializada para MEI. Estaremos lado a lado para ajudar no crescimento do seu negócio.

Saiba Mais

Contabilidade para Prestadores de Serviços

Você teve a oferta ideal para trabalhar naquela empresa que tanto queria. Mas te pedem abrir uma PJ e você não sabe por onde começar. Deixe a burocracia com a Conta Junto e usufrua do seu novo trabalho.

Saiba Mais

Contabilidade para Empresas de TI

Você respira tecnologia e sua contabilidade ainda é no papel? Aqui na Conta Junto somos especialistas em atender às demandas digitais. Foque apenas nos códigos e deixe a parte burocrática conosco.

Saiba Mais

Contabilidade para Advogados

Em muitos casos, é bem provável que o(a) Doutor(a) esteja pagando mais impostos do que deveria. Por isso é necessário ter uma contabilidade especializada no seu segmento. Nós da Conta Junto somos já ajudamos nossos clientes a economizarem até 83% com impostos.

Saiba Mais

Contabilidade para Produtores e Afiliados

Se preocupe apenas em alavancar ainda mais suas vendas e produzir conteúdos. A parte burocrática deixe com a gente.

Saiba Mais

Contabilidade para Médicos

Até quando ficará enviando planilhas e extratos para sua contabilidade? E até quando vai ocupar o tempo da sua secretária com a separação de papéis? Com a Conta Junto sua preocupação será com quem mais importa para seu negócio: Seus pacientes.

Saiba Mais

Veja mais conteúdos:

Como abrir e manter uma microempresa

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) garante que no Brasil seis em cada dez novos empreendimentos fecham suas portas antes mesmo de completar quatro anos de atividades. Os motivos são variados, mas todos convergem para um mesmo problema: má administração e falta de gestão financeira. Não basta abrir uma microempresa. É preciso mantê-la […]

Continuar Lendo…
O que abrir: Uma microempresa (ME), uma empresa de pequeno porte (EPP) ou uma microempresa individual (MEI)?

Todo empreendimento de sucesso começa sempre da mesma forma: a partir de uma boa ideia ou de uma oportunidade de negócio que aparece para o empreendedor. Mas é claro que esse sucesso também dependerá de muito trabalho, um pouco de sorte e da formalização correta para o negócio. Afinal, o que abrir: uma microempresa (ME), […]

Continuar Lendo…
As vantagens de ser um microempreendedor individual (MEI)

A atividade empreendedora é realizada de forma muito mais segura e apta a alcançar melhores resultados quando o negócio é formal. A informalidade é limitante, sobre isso não há dúvidas. Mais de dez milhões de brasileiros já aderiram ao MEI, formalizando seus negócios, emitindo nota fiscal e crescendo profissionalmente. Mas quais são as vantagens de […]

Continuar Lendo…