Você pensa em abandonar a CLT e virar empreendedor?

Ralmente vale a pena abandonar a CLT e começar empreender?

Tornar-se empreendedor é o novo sonho da maioria. Todo empregado CLT sonha com a liberdade e a independência que ser dono de uma empresa oferece.

Além disso, há a visão vendida pelos empreendedores de Instagram que prometem sonhos e realizações para qualquer pessoa que se aventure a iniciar um negócio e abandonar a carteira assinada.

Porém, há diversos fatores importantes que devem ser pesados antes de tomar tal decisão. Nesse texto reunimos alguns deles para tentar te ajudar:

1. Experiência prévia com o serviço ou produto oferecido

Esse é um ponto óbvio, mas que vale ser ressaltado. Se você vai começar um negócio, é importante que já possua algum conhecimento prévio daquele ramo, dos possíveis fornecedores, dos concorrentes, da cliente, das dores e necessidades daquele público.

Por mais que você esteja iniciando algo novo, é fundamental que não esteja começando do zero, mas que já traga consigo toda a bagagem e conhecimento adquirido durante os seus anos de CLT.

2. Construa uma estrutura financeira

Antes de abandonar a CLT é também essencial que você tenha se preparado e construído uma estrutura financeira o indicado para suportar essa decisão é montar uma reserva financeira (explicamos o passo-a-passo para montar uma neste artigo: Como construir e onde guardar a reserva de emergência da empresa).

A partir da sua estrutura financeira você deverá estipular um prazo para que o seu negócio comece a caminhar. Você deve saber quando deve ter clientes e algum nível de fluxo de caixa.

Abandonar a CLT sem uma estrutura financeira para suportar essa decisão acaba se tornando irresponsável e emocional.

3. Contrua um plano de negócios coeso

Se você vai abandonar a CLT e quer empreender, também é importante que você tenha um plano de negócios bem estruturado.

Esse plano de negócios deve contemplar as necessidades do mercado, os canais de comunicação com o cliente, os métodos de prospecção de novos clientes e os prazos para aquisição de fluxo de caixa.

Sem um plano de negócios você estará apostando em algo às cegas, movido apenas por impulsos emocionais e nenhum razão. E esse é o momento para você buscar ser o mais racional possível.

4. Conhecimento de mercado e parcerias

Esse ponto está ligado ao seu plano de negócios. Antes de se aventurar em empreender é importante que você tenha um bom conhecimento de mercado e, antes de tudo, que você tenha um bom conhecimento dos players envolvidos para que possa buscar parcerias e colaborações.

Quanto menos sozinho você iniciar, mais fácil será para você. Desbravar sozinho um mercado desconhecido requer muito tempo e energia, mas contar com parceiros e pessoas dispostas a lhe ajudar pode diminuir muito  a sua carga de trabalho.

5. Consciência da rotina e dos hábitos de um empreendedor

Busque saber como é o dia-a-dia de um empreendedor, como é a sua rotina. Digo isso para que você tenha uma visão mais clara do que faz o empreendedor. Lembre-se que até então você sempre teve a visão do empregado.

Em geral, a visão do empregado é passiva, você senta lá e espera que alguém te diga o que fazer. Isso, contudo, é o oposto da visão e da rotina de um empreendedor. Note que, enquanto empreendedor, ninguém chegará até você para dizer o que fazer.

As decisões e ações todas dependerão de você. O empreendedor deve está sempre ativo, buscando produzir e gerar resultados antes de mesmo de seus funcionários. Afinal, o fracasso e sucesso da empresa depende exclusivamente dele.

6. Tenha disposição para o trabalho

Se você não sabe trabalhar muito e pesado, isso não é para você. Não digo isso para insultá-lo ou fazê-lo se sentir culpado. Há pessoas que simplesmente não gostam ou não querem trabalhar muito.

Querem apenas fazer o mínimo e receber o salário. Não há mal algum nisso. Contudo, essas pessoas não servem para ser empreendedoras.

Conclusão

Jamais acredite que vai ser mais fácil. Jamais acredite que você terá mais benefícios. Pode até ser que isso aconteça em algum momento.

Porém, a única coisa que você pode conquistar no início é trabalhar muito. Esqueça um horário de expediente, seus finais de semana e os feriados.

Você pode até tentar, mas logo perceberá que é impossível. Isso acontece porque todas as decisões da empresa dependem de você. A consequência disso é que você deve estar disponível para a empresa todos os dias a toda hora.

Não há outra forma. Não no início. O único caminho é arregaçar, e muito, as mangas!

Se você pensa em abrir uma empresa, clique aqui e entre em contato conosco que te ajudaremos a tomar essa decisão!

Aproveite e assista este vídeo também!

Veja mais artigos do nosso blog:

Você pensa em abandonar a CLT e virar empreendedor?

Contabilidade para E-commerce: Como funciona?

“Contabilidade para E-commerce: Como funciona?” é o tema que será abordado neste artigo. E para começar a falar sobre contabilidade de forma mais profunda vamos primeiro explicar um pouco sobre o que é um e-commerce e sua dinâmica de funcionamento.

Você pensa em abandonar a CLT e virar empreendedor?

Contabilidade para Agências de Lançamento: Como funciona?

Entenda tudo sobre como funciona a contabilidade para agências de lançamento, entenda os diversos benefícios. Desde benefícios durante a abertura da empresa, até para controle de gastos e tributário. Por se tratar de um ramo relativamente novo, as agências de lançamento ainda estão se adequando ao mercado. Todavia, para atender esse novo mercado, existem alguns especialistas.

Você pensa em abandonar a CLT e virar empreendedor?

Todo empresário precisa ter CONTA de PESSOA JURÍDICA?

Se você já recebeu alguma orientação para não abrir, encerrar uma conta de pessoa jurídica ou continuar utilizando a sua conta pessoa física, essa orientação está totalmente equivocada, tome cuidado! A maior regra para administração de um negócio é separar as finanças pessoais das finanças da empresa.

Chamar no WhatsApp