Contabilidade para leigos: entenda os termos mais utilizados

Contabilidade para leigos

Se você está sempre em dúvida sobre o que significa cada um daqueles termos utilizados pelos contadores, preparamos um guia rápido e simples para te ajudar: Contabilidade para leigos.

Principais termos utilizado pelos contadores

GPS

O Guia da Previdência Social (GPS) é um documento contábil utilizado no recolhimento das contribuições sociais utilizadas por uma empresa.

A Guia serve para para assegurar o direito ao chamado INSS. Há diversas regimes contábeis que devem utilizar o GPS, como MEI, ME, EI e EPP.

(Para entender a diferença entre essas modalidades, veja este texto: O que abrir: Uma microempresa (ME), uma empresa de pequeno porte (EPP) ou uma microempresa individual (MEI)?)

CND

A Certidão Negativa de Débitos (CND) é um documento emitido junto à qualquer órgão fiscal do governo com o objetivo de confirmar a não existência de qualquer pendência financeira, ou até mesmo processual, em nome de uma determinada pessoa física e/ou jurídica.

FLUXO DE CAIXA

O chamado Fluxo de Caixa é um termo utilizado para se referir ao fluxo de dinheiro no caixa de uma empresa em um determinado período de tempo.

No cálculo de fluxo de caixa leva-se em consideração o montante de dinheiro gasto e recolhido pela empresa.

DRE

A Demonstração de Resultado de Exercício (DRE) é um detalhado levantamento contábil que tem o objetivo de estimar se a empresa está tendo lucro ou prejuízo.

O DRE é calculado com base em um determinado intervalo de tempo e depende da avaliação de diversos indicadores da empresa, como fluxo de caixa, custos de produção, dentre outros.

(Para saber mais sobre o DRE e sua importância para uma empresa, veja o texto seguinte: O que é o DRE e porque ele é importante para o sucesso da sua empresa)

Caso fique com dúvida sobre como montar uma DRE, nosso contador fez um vídeo com mais detalhes:

DIMOB

A Declaração das Informações sobre Atividade Imobiliárias (DIMOB) é um documento contábil utilizado na prestação de contas e fiscalização do Imposto de Renda.

O objetivo é o detalhamento de operações sobre atividades imobiliárias.

A DIMOB é uma obrigação para corretores de imóveis, construtoras, imobiliárias e qualquer pessoa ou empresa que tenha realizado algum tipo de transação imobiliária, seja de venda ou de locação.

DEFIS

A Declaração de Informações Socioeconômicas e Fiscais (DEFIS) é um documento utilizado para prestação de contas à Receita Federal sobre dados econômicos, fiscais e contábeis das empresas enquadradas no Simples Nacional.

DIRF

A Declaração do Imposto de Renda Retida na Fonte (DIRF) serve para informar à Receita Federal quanto foi recolhido de IR (Imposto de Renda) sobre o pagamento de cada um de seus colaboradores, ou em qualquer forma de pagamento a terceiros.

ECF

A Escrita Contábil Fiscal (ECF) é um documento produzido anualmente e que serve como uma Declaração de Imposto de Renda para pessoas jurídicas.

O objetivo da ECF é a declaração de informações econômicas e fiscais da Pessoa Jurídica. A ECF é obrigatória para empresas enquadradas em diversos regimes jurídicos.

ECD

A Escritura Contábil Digital (ECD) é um documento utilizado no preenchimento da declaração de Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ).

A ECD é uma facilitação criada pelo governo para substituir a escrituração em papel pelo envio de arquivos digitais.

O envio dos documentos pode até ser feito pelo Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).

IRRF

O Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) é uma obrigação tributária de qualquer empresa ou organização.

O IRRF é um tributo descontado diretamente, por parte dos seus contratantes, dos rendimentos ou salários de todos os empregados.

CFOP

O Código Fiscal de Operações e Prestações (CFOP) é uma sequencia numérica utilizada na identificação de produtos e mercadorias recebidas ou transportadas.

O objetivo é determinar se há o devido recolhimento de impostos sobre os produtos transportados.

CST

O Código de Situação Tributária (CST) determina a aplicação tributária de uma determinada mercadoria ou serviço. O CST é um código de três dígitos e possui relação com o ICMS.

ICMS

O Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS) é um tributo estadual.

Os valores do ICMS são definidos pelos estados e Distrito Federal.         

ALÍQUOTA

A Alíquota é um percentual ou valor fixo que serve de base para o cálculo do valor de um imposto.

Por exemplo, no cálculo de Imposto de Renda, as alíquotas variam com base na faixa salarial.  A alíquota de cada tributo é determinada por lei.

ISS

O Imposto Sobre Serviços (ISS) é um tributo cobrado pelos municípios e pelo distrito federal.

Há diversos profissionais, sobretudo os autônomos de vários tipos, que devem pagar o ISS.

(Para saber mais sobre o ISS, veja o texto seguinte: Você sabe o que é o ISS (Imposto Sobre Serviços)?)

Espero que este artigo (contabilidade para leigos) tenha te ajudado a entender os principais termos utilizados pelos contadores.

Ainda está com dúvidas e precisaria de uma consultoria contábil para sua empresa? Clique aqui e fale conosco!

os termos mais utilizados na contabilidade para leigos

Veja mais artigos do nosso blog:

Conheça nossos serviços:

Você acaba de ganhar um diagnóstico GRATUITO com nosso contador!

Vamos verificar o que está sendo feito correto e o que pode melhorar na gestão COMPLETA da sua empresa.

E se você está começando agora, é nesta reunião que aprenderá TUDO que precisa para abrir seu CNPJ do jeito certo.

Diagnóstico gratuito

Agende agora um horário com nossos especialistas e eleve seu negócio ao próximo nível; se tiver uma dúvida pontual, sinta-se à vontade para comentar no YouTube. No WhatsApp, focamos em fechamento de negócios e consultorias personalizadas.